PUBLICIDADE

Topo

Diversidade

EUA: senador cita J.K. Rowling para travar votação sobre direitos LGBTQ+

O senador James Lankford, republicano de Oklahoma (EUA), discursa no senado - Reprodução/NBC News
O senador James Lankford, republicano de Oklahoma (EUA), discursa no senado Imagem: Reprodução/NBC News

De Universa, em São Paulo

22/06/2020 09h37

O senador James Lankford, que representa o estado de Oklahoma (EUA) pelo partido republicano, usou um trecho do recente ensaio de J.K. Rowling sobre direitos de pessoas transgênero para travar a votação de uma proposta que expandiria leis antidiscriminação contra pessoas LGBTQ+ no país.

"Para usar as palavras de J.K. Rowling nesta última semana: 'Tudo o que estou pedindo é que empatia e compreensão semelhante seja estendida às milhões de mulheres cujo único crime é querer se expressar, ter suas preocupações ouvidas, sem ameaças e abusos'", disse o senador, segundo a NBC News.

"Vamos trabalhar juntos para conseguir a igualdade. Esta lei não faz isso", completou. O discurso de Lankford era contra o Equality Act, que tramita no senado desde novembro do ano passado e propõe emendas a leis de liberdades civis nos EUA.

Pela nova legislação, discriminações por orientação sexual e identidade de gênero seriam adicionadas a essas leis, tornando ilegal que pessoas LGBTQ+ sofram preconceito no mercado de trabalho, na busca por habitação, nas escolas e em outros programas federais nos EUA.

Suprema Corte

O Equality Act foi aprovado pela câmara de deputados do governo norte-americano, que é controlada pelo partido democrata, mas foi impedida de entrar em votação no senado pelo líder dos republicanos, Mitch McConnell.

A proposta de lei voltou à tona, no entanto, quando a Suprema Corte dos EUA decidiu que proteções a discriminação no mercado de trabalho se estendiam a pessoas LGBTQ+.

Um grupo de senadores, que inclui membros de ambos os partidos, decidiu pedir novamente pela votação do Equality Act, que cristalizaria essa decisão e incluiria linguagem explícita neste sentido na Constituição norte-americana. Os discursos de Lankford e outros senadores republicanos, no entanto, foram bem-sucedidos em bloquear novamente a votação.

Diversidade