PUBLICIDADE

Topo

Stalkeadas

Um olhar diferente sobre o que bomba nas redes sociais


Coronavírus 'invade' grupos de família no WhatsApp com piadas e fake news

WhatsApp vira palco de informações falsas, piadas, memes e figurinhas sobre coronavírus - Reprodução
WhatsApp vira palco de informações falsas, piadas, memes e figurinhas sobre coronavírus Imagem: Reprodução

Marcos Candido

De Universa

18/03/2020 04h00

É bem capaz que o tradicional "bom dia, grupo" do WhatsApp tenha sido substituído por mensagens sobre o novo coronavírus. O vírus que foi espalhado pelo mundo, fez vítimas, fechou fronteiras e cancelou grandes eventos também foi adicionado aos tradicionais grupos de família no WhatsApp em forma de memes, fakes, vídeos, figurinhas e discussões.

O gaúcho João Telles, 19, diz que o covid-19 movimentou o assunto no grupo de WhatsApp da família.

Um dos parentes de João escreveu que o presidente Jair Bolsonaro havia contraído coronavírus. Em resposta, outro familiar enviou uma figurinha: "Isso é aí é fake news!". Em outra mensagem, uma tia de João reclama. "Mana, tô com febre". A mãe dele responde: "está com o COROAvírus", seguido por emojis que riem da tirada.

Mesmo com mensagens falsas sobre o vírus aqui e ali, João prevê que o tema não vai dividir a família. "Ninguém saiu [até agora]. A família se manteve unida mesmo com as eleições de 2018. Então, o coronavírus não vai nos afetar", reflete João para Universa.

Humor pode ser saída

O humor é uma saída para diminuir a ansiedade causada pela pandemia mundial. Nem todo mundo vai achar graça, e tudo bem, mas para o especialista Paul Lewis, autor de um livro que analisa o humor durante conflitos mundiais, memes podem ajudar.

"As pessoas costumam fazer piada sobre qualquer coisa, mas quando o noticiário sugere situações ainda piores estão chegando há elementos que causam medo, piadas são uma maneira temporária para passar por cima da crise e diminuí-la", disse Lewis em entrevista à publicação americana Wired.

Fake News racham a família brasileira

Diferentemente da família de João, as Fake News estão rachando algumas famílias brasileiras.

"E a ala [bolso]minion da família compartilhando no WhatsApp que o Nostradamus previu o corona?", se pergunta o dono de um perfil no Twitter. "Por aqui, o grupo da família no WhatsApp virou central de informações sobre o corona", escreve uma garota na mesma rede social.

O trânsito de mensagens falsas é tão intenso que o Ministério da Saúde criou uma conta no aplicativo só para desmenti-las.

Até a última segunda (9), o órgão desmentiu mensagens que diziam que "água ou chá quente" matam o coronavírus (falso); que uma suposta "água consagrada" por uma igreja é capaz de matar o vírus (falso) e que uma receita a base de coco expulsa o covid-19 da corrente sanguínea (falso).

A recomendação do governo federal é enviar uma mensagem para o telefone (61) 99289-4640 antes "continuar compartilhando" uma informação sem ter certeza no WhatsApp. Até esta segunda (15), 234 brasileiros tiveram casos confirmados de coronavírus. Outros 2.064 casos estão sob investigação e 1.624 casos suspeitos foram descartados em todo o país.

Stalkeadas