Topo

Mães e filhos


Mães e filhos

Mãe desabafa contra advertência por choro de gêmeos: "tiveram pneumonia"

De Universa, em São Paulo

23/09/2019 10h39

Uma moradora de um condomínio do Rio de Janeiro escreveu um desabafo no Facebook no qual diz que foi advertida pela administradora por causa do choro dos seus filhos de dois anos e seis meses.

Segundo o relato, que já tem quase 5 mil interações entre comentários e reações, os gêmeos foram diagnosticados com pneumonia, o que explica o choro mais frequente das crianças.

"Tenho gêmeos que estão com apenas dois anos e seis meses, que recentemente foram diagnosticados com pneumonia, tossiam a noite até vomitar, tiveram otite, bronquite... Precisaram tomar antibiótico por 10 dias, corticoides que causam irritação e alteração de humor... E acabo de receber uma notificação de advertência do condomínio por choro de criança!", diz o relato da mãe.

No documento compartilhado junto ao desabafo, a moradora é informada que recebia a notificação por causa de "choros e gritos constantes de crianças antes das 7h". A notificação cita "reclamações recentes" sobre o choro e o convencionado em regulamento interno, que trata de "silêncio absoluto" entre 22h de um dia e 7h de outro.

"Na hipótese da continuidade deste tipo de situação, seremos levados a aplicabilidade das penalidades cabíveis prevista no regulamento interno", diz o comunicado.

Desabafo compartilhado por mãe de gêmeos no Facebook - Reprodução
Desabafo compartilhado por mãe de gêmeos no Facebook
Imagem: Reprodução

No desabafo no Facebook, a moradora disse que não vai se calar diante do que considera um absurdo e pede mais empatia. "O que esperam que eu faça? Tampem a boca dos meus filhos? Os amordacem? Ninguém nos oferece ajuda, ninguém se coloca no nosso lugar... Empatia, será que sabem o que isso significa? Mas, com certeza, acham que não estamos os educando "adequadamente", que não estamos sabendo criá-los!", escreveu.

"Gente, que mundo é esse? E o pior é que quem reclamou também tem filho pequeno. Mas não vou me calar. Espero que outras pessoas, assim como eu, também achem isso um absurdo! Mais empatia por favor! Não vai demorar muito e vão querer proibir crianças no restaurante, no avião, na igreja...", completou.

Administradora diz que cumpriu protocolo

Administradora do condomínio, a empresa BMC Predial disse, em contato da diretoria com Universa, que a situação já foi esclarecida com a moradora e a notificação foi enviada por "cumprimento de protocolo".

Segundo a explicação apresentada pela administradora, houve reclamações de mais de uma unidade em relação ao barulho e foi preciso fazer a advertência de acordo com o estabelecido no regulamento interno.

A empresa ainda explicou que não tinha conhecimento de que a reclamação era referente a crianças de dois anos nem que elas estavam doentes. Assim, quando tomou conhecimento da situação depois de receber um e-mail da mãe, a empresa entrou em contato com a moradora, explicou o procedimento e se solidarizou com ela.

Mais Mães e filhos