Topo

Alto Astral


A cor do seu cabelo exerce influência sobre você? Descubra

Camila Eiroa

Colaboração para Universa

14/08/2019 04h00

A cromoterapia, ao contrário do que muita gente pensa, não é uma técnica descoberta recentemente. Mais do que isso, serve para mostrar que as cores provocam alterações psicoemocionais através do campo da visão. A psicologia das cores, inclusive, está presente em praças de alimentação de grandes shoppings, em lojas de decoração e até mesmo em conceitos de estética.

A psicanalista e terapeuta bioenergética Ràckél Sàmtos desenvolve trabalho de consultorias visando auxiliar na qualidade de vida e no autoconhecimento. Como você quer que te enxerguem? As cores podem ajudar com essa missão. A parte mais básica e até mesmo inconsciente é a escolha da cor da roupa para ocasiões como festas, reuniões ou encontros. Mas sabia que até mesmo a cor do cabelo pode exercer influência energética?

Ràckél explica que temos duas teorias para embasar o trabalho com a técnica. A primeira delas é a sutil, que considera os campos energéticos do ser humano ao receber as influências das cores. A segunda é a científica, que foi comprovada com teorias como a do bioquímico Albert Szent Gyorgy, ganhador do Prêmio Nobel em 1937. Ele descobriu que a produção de várias enzimas e hormônios é estimulada pelas cores.

"Tudo funciona em torno das cores e dos efeitos por elas causados. O mundo que nos rodeia, as cores utilizadas em decorações, a escolha de roupas de acordo com a rotina. Tudo tem um motivo. Somos influenciados pelo estado anímico das pessoas, dos ambientes e odores. As palavras afinidade e influência transformam-se nas chaves fundamentais das nossas decisões e não seria diferente na hora de escolher a cor do cabelo", diz.

Vai no cabeleireiro

Segundo a terapeuta, muitas vezes confundem a mudança na cor do cabelo como um processo de fortalecimento de autoestima. Porém, não é tão simples assim. A influência da tonalidade, neste caso, pode ser ilusória se estiver em desacordo com a intenção da mudança. Além disso, não é apenas esse fator que vai determinar como a vida ou a personalidade será dali em diante.

"Por exemplo: há quem acredite que o vermelho está relacionado ao amor, mas na verdade isso não se aplica psicologicamente. Ele está muito mais relacionado com a guerra, com o corpo físico e com o sexo do que com o afeto. Por isso pessoas com os cabelos dessa cor podem causar a aparência de serem mais impulsivos", conta Ràckél.

Pode acontecer, também, de a pessoa ter estabelecido previamente um significado para determinadas cores de acordo com sua crença. "Quando alguém resolve mudar a cor dos cabelos, podemos avaliar que o seu estado de psicológico e emocional estão exercendo essa escolha. Porém quando a escolha é definida pelo senso comum e social, pode ser apenas o reflexo da vontade de ser aceito socialmente."

Qual mensagem você quer passar com a sua aparência? Segundo Ràckél, o que podemos observar sobre a escolha de cores para os cabelos é:

  • Preto ou castanho escuro: entrega autenticidade, personalidades mais fortes e ideias firmes. Pessoas que não são manipuláveis.
  • Tons claros ou loiro: a personalidade pode até ser forte, mas são pessoas mais vulneráveis e moldáveis pelo externo.
  • Ruivo ou tons avermelhados: entrega segurança pessoal, firmeza de propósitos e a tendência de ser mais indomável. Vivacidade.
  • Grisalho ou tons de cinza: despojamento, autoconfiança e valorização de sua própria personalidade. Demonstra sabedoria.

"Reforço que isso é variável. Tudo depende mais da postura interna das pessoas do que da cor dos cabelos. Seguindo do princípio de que conhecimento é poder, acredito que quando partirem para a prática da premissa 'conhece-te a ti mesmo', poderemos exaltar de maneira mais equilibrada nossas peculiaridades. Assim, a cromoterapia poderá nos fortalecer de maneira ainda mais profunda", reflete a psicanalista.

Por fim, ela deixa três questionamentos para fazermos antes de modificar alguma coisa em nós, como por exemplo com tatuagens ou procedimentos estéticos.

1. Por que desejo fazer essa modificação?

2. Para quem trará bons resultados?

3. A quem quero atingir com essa mudança?

"Se as três respostas forem realmente voltadas para você, mude e seja feliz!"

Mais Alto Astral