Topo

Relacionamentos

Apagar o Tinder junto com o par é o novo pedido de namoro; veja histórias

Jacqueline Elise

Da Universa

11/06/2019 04h00

Com a evolução dos relacionamentos nas redes, as formas de dar em cima do crush de longa data mudaram e, junto com elas, os pedidos de namoro também. Agora, cada vez mais pessoas têm encontrado seus pares em aplicativos como o Tinder, e o tradicional pedido super elaborado para namorar perdeu o lugar para outro ritual: deletar as contas do app juntos.

À Universa, cinco mulheres contam que conheceram seus parceiros no app de relacionamento e como ambos deletaram as contas juntos, simbolizando assim o início da relação:

"Apagar o aplicativo encerrou um ciclo"

"Conheci o Giovanni, pai da minha filha, no Tinder, em 2016. Depois de uma semana conversando, marcamos de nos conhecer pessoalmente. Ficamos juntos mais uns 15 dias e daí, decidimos sair do app. Fizemos isso juntos. Para mim, foi como se estivéssemos encerrando um ciclo. Durante o namoro, que durou seis meses, engravidei da Maria Eduarda. Atualmente não estamos mais juntos, mas mantemos uma relação amistosa por causa da nossa filha".
Lais Picco, 24 anos, estudante de marketing.

"Deletei o Tinder no bar e ele e mandou print confirmando que tinha apagado também"

Ana Luiza e Eduardo: recém-namorados graças ao Tinder - Arquivo Pessoal
Ana Luiza e Eduardo: recém-namorados graças ao Tinder
Imagem: Arquivo Pessoal

"Nos conhecemos em maio deste ano no Tinder. Um mês depois, ele me pediu em namoro --por mensagem-- e eu aceitei. Fomos para um bar. Quando a gente estava lá, eu deletei [o app] e contei para ele que tinha apagado. Fomos embora e, quando ele chegou em casa, me mandou um print mostrando que a conta dele também tinha sido apagada. Estou bem feliz, porque ele é incrível, me trata bem e faz tudo por mim".
Ana Luiza Arigoni, 24 anos, médica veterinária. Acabou de começar seu namoro com Eduardo.

"Contei que tinha apagado a conta e na mesma hora ele fez o mesmo"

Thainá e Guilherme: "aconteceu naturalmente e os dois estavam sendo recíprocos" - Arquivo Pessoal
Thainá e Guilherme: "aconteceu naturalmente e os dois estavam sendo recíprocos"
Imagem: Arquivo Pessoal

"Um dia, quando estávamos juntos em casa, eu comentei que queria excluir meu Tinder. Para mim, não havia mais motivo para usá-lo. Ele respondeu que também tinha parado de olhar o app e que só faltava mesmo excluí-lo. Na mesma hora, pegou o celular e deletou o Tinder na minha frente. Fiquei feliz, porque a coisa estava acontecendo naturalmente. Uma semana depois, ele me pediu em namoro 'oficialmente', no mirante Vista Chinesa, no Rio de Janeiro".
Thainá Freitas, 23 anos, empresária. Namora com Guilherme há quatro meses.

"Deletamos juntas, e vi que eu tinha sido a última conversa dela no Tinder"

"Tive um relacionamento de um ano que começou no Tinder, em 2017. Foi meu namoro mais duradouro, um ano, com uma menina. Acho que fui a primeira a excluir o aplicativo porque quando vejo que a coisa vai fluir, já deleto. No terceiro fim de semana em que nos encontramos, num café, ela contou que tinha saído também, mas que só tinha desinstalado do celular, sem deletado a conta. Aí, instalamos de novo e deletamos tudo juntas. Também aproveitei a deixa para fuçar um pouco o app, e vi que minha conversa com ela tinha sido a última de todas. Quando fizemos isso, acho que percebemos que tínhamos encontrado o que estávamos procurando".
Stephani Paola, 24 anos, tosadora.

"Deletar o Tinder foi o verdadeiro pedido de namoro"

Juliana e Daniel: deletar o Tinder juntos foi o pedido de namoro - Arquivo Pessoal
Juliana e Daniel: deletar o Tinder juntos foi o pedido de namoro
Imagem: Arquivo Pessoal

"Eu e o Daniel estávamos ficando há mais ou menos um mês quando, por mensagem, combinamos de deletar o Tinder juntos. Nunca houve pedido de namoro: excluir as contas no app foi 'o pedido'. Foi uma amiga minha que pegou meu celular e decidiu procurar no Tinder alguém que combinasse comigo. E aí ela achou o Daniel, falou que ele era minha cara, e deu 'like'. No outro dia, ele veio falar comigo, trocamos algumas mensagens e depois ele me perguntou se eu queria sair para tomar um açaí ou uma cerveja. Muito desacreditada, aceitei a cerveja. As conversas bateram, mas nada de rolar um beijo. Quando eu estava quase desistindo, rolou e agora estamos juntos".
Juliana Rita de Cássia, 28 anos, advogada. Namora com Daniel há três anos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Relacionamentos