PUBLICIDADE

Topo

Mães e filhos

App permite que vídeos do ultrassom sejam compartilhados nas redes sociais

Imagens do app Hello Mom são transmitidas por meio do uma rede wi-fi - Divulgação
Imagens do app Hello Mom são transmitidas por meio do uma rede wi-fi Imagem: Divulgação

Léo Marques

Colaboração para Universa

22/11/2018 04h00

Acompanhar cada passo do desenvolvimento de uma gestação, além de deixar os pais mais tranquilos quanto à saúde do bebê, também aumenta os laços afetivos tanto entre o casal como com o próprio ser que cresce na barrida da mãe. Novas ferramentas tecnológicas estão tornando essa experiência ainda mais intensa. É o caso do aplicativo Hello Mom, desenvolvido pela Samsung.

Através de uma rede de wi-fi, imagens e vídeos são transmitidos dos aparelhos de ultrassom da marca para smartphones com sistemas operacionais Android ou iOS. Os modelos que dispõem da tecnologia são: HS40, HS50, HS60, HS70 e WS80A Elite.

Veja também

“Uma vez selecionadas as imagens ou vídeos, a rede é criada e uma conexão com o celular do paciente é estabelecida para a comunicação. Após a transferência, a rede é desativada imediatamente”, explica Nelson Ozassa, diretor da divisão de Health & Medical Equipment (HME) da Samsung Brasil.

O aplicativo pode ser baixado gratuitamente na Apple Store ou na Play Store. No caso dos smartphones com sistema IOS, é necessário digitar um código, fornecido sem custo para o paciente, que permite o acesso à rede gerada pelo equipamento. Segundo Nelson, todas as imagens possuem alta qualidade.

Tanto vídeo como imagem podem ser compartilhados com amigos e familiares direto do aplicativo para redes sociais como Facebook, Instagram e WhatsApp. Se forem gerados pelos modelos de ultrassom HS70 e WS80A Elite, os vídeos também terão som.

Ultrassom - Divulgação - Divulgação
Segundo a Samsung, as imagens são transmitidas em alta qualidade
Imagem: Divulgação

Além desses recursos, o aplicativo ainda permite o armazenamento de informações biométricas, como peso corporal, circunferência da cabeça, comprimento do fêmur, circunferência abdominal, entre outras, funcionando como um arquivo virtual de armazenamento das informações e que pode ser utilizado a cada nova consulta com o obstetra.

Outra função da tecnologia é o chamado Diário de Nascimento, pensado para que os pais possam acrescentar textos, personalizando a experiência do período neonatal e gerando, assim, um banco de memórias mais vívido.

Mais aplicativos para gestantes e até para quem está tentando engravidar

Disponível tanto para iOS como Android, o Tim Gravidez reúne mais de 700 vídeos e textos informativos com dicas e orientações de obstetras e ginecologistas. Dá para saber qual parte do bebê está formada em cada semana e ainda hábitos alimentares e cuidados com a saúde a mãe deve adotar.

O aplicativo também possui áreas dedicadas, separadamente, aos interesses da mãe e do pai, com passos importantes na preparação da família para a chegada do bebê. Outro ponto interessante são as áreas de interação entre gravidas e mães de recém-nascidos, permitindo a troca de experiências. É possível ainda conferir uma lista de nomes sugeridos com seus respectivos significados, além de um calendário de vacinas com o mês e o tipo. Para acessar todo o conteúdo é necessário pagar um valor de R$ 3,99 por semana.

Outro aplicativo é o Gravidez+, que traz informações sobre dietas ideais para gestantes, exercícios e informações sobre o momento do parto, além de contador de chutes, cronômetro de contrações, lista de compras para o bebê e até um diário para anotações sobre visitas médicas e peso pessoal.

Já para quem quer engravidar, o aplicativo Flo pode dar uma ajudinha. Nele a mulher pode acompanhar seu ciclo menstrual e período de ovulação para fazer as tentativas no momento certo. É possível ainda registrar sintomas para obter previsões melhoradas para quem tem menstruação irregular. Tanto o Gravidez+ como o Flo têm conteúdos gratuitos e pagos dentro do aplicativo e podem ser baixados, em português, tanto no IOS como no Android.

Mães e filhos