PUBLICIDADE

Topo

Mães e filhos

Bella Falconi conta dificuldade de amamentar Stella: "já perdeu muito peso"

Bella Falconi fala sobre a amamentação da filha caçula, Stella - Reprodução/Instagram
Bella Falconi fala sobre a amamentação da filha caçula, Stella Imagem: Reprodução/Instagram

da Universa, em São Paulo

22/08/2018 15h56

Emocionada, Bella Falconi fez um desabafo nesta quarta (22): ela, como outras mães, tem experimentado dificuldades para amamentar sua caçula, Stella, nascida na última segunda-feira.

"E aí, pessoal? Estou lendo comentários do último post. Quero agradecer o carinho. Estou fazendo o que é possível e foi instruído. A Stella até agora não pegou o peito, não consegue, não suga, chora, grita desesperada. Já perdeu muito peso. A pediatra me disse para usar suplemento porque ela está perdendo muito peso", contou.

Veja também

A influenciadora digital ainda revelou que também passou por um processo semelhante ao amamentar Vicky, de 3 anos.

"Nem tudo funciona igual para todo mundo. Estou super bad esses dias. Não sei se ler os comentários faz eu me sentir melhor ou pior. Não estou suplementando porque eu quero. Ela não está aceitando o meu peito. Está sendo uma batalha novamente para mim. É muito difícil. Vocês não têm ideia. Não vou desistir. Tenham carinho e paciência. Se eu pudesse escolher, seria peito exclusivo".

Bella Falconi desabafa sobre dificuldades em amamentar a caçula, Stella

Universa

A chegada de Stella

A caçula de Bella Falconi com o marido, o empresário Ricardo Maguila, chegou ao mundo na manhã do dia 20 no Winnie Palmer Hospital for Women and Babies, em Orlando, estado americano da Flórida.

Em um post em seu Instagram, a mamãe aproveitou para apresentar a pequena aos fãs e relatar como foi o processo de dar à luz — e a decisão de aceitar, enfim, os anestésicos para ajudá-la durante o trabalho de parto.

"Cheguei no hospital pouco antes da meia-noite. As contrações já estavam fortes e doloridas e minha mente focada em trazer Stella ao mundo através de um parto natural lindo. Já entrei no hospital com quase 5 cm de dilatação. Algumas horas se passaram mas a minha dilatação não aumentou mais. Tomei doses gradativas de oxitocina e segui firme no propósito de não tomar anestesia", relatou Bella.

"Depois da oxitocina, minha dilatação aumentou rápido e as dores também. Eu nunca senti tanta dor na minha vida. Pensei que fosse desmaiar, minha pressão despencou, fui até 8 cm sem nada de anestesia, até o momento que minha dor já estava me deixando louca a ponto de querer arrancar meu próprio cabelo (sim, eu puxei meu próprio cabelo e arranquei um tufo), mordi o braço da minha mãe e quase quebrei o dedo do Maguila".

No entanto, a empresária acredita que a decisão de ter aceitado os medicamentos não fazem de sua experiência ou dela própria, como mãe, menos fortes.

"Gritei tanto, mas tanto, que devo ter acordado todos os bebês do hospital. Não teve jeito - tive que abrir mão do meu sonho e aceitei a anestesia. Fraca, eu? Jamais. Fui muito corajosa e me dei o direito de mudar de plano. Às 9 horas da manhã eu já estava com 10 cm de dilatação. Empurrei vorazmente por 10 minutos e Stella coroava, mas não saia".

Ela ainda revelou que Stella estava com o cordão umbilical ao redor do pescoço, uma complicação que gerou preocupações.

"Os batimentos dela despencaram por uns minutos e eu fui do céu ao inferno, mas para a glória do Deus que sirvo, ela recuperou os batimentos e seguimos com os planos. 15 minutos depois, eis que Stella sai até o pescoço e lá estava mais uma preocupação: uma circular de cordão".

"Maguila diz que nunca viu meus olhos tão arregalados na vida e que ele ficou desesperado com minha reação atônita. Fiquei muito, mas muito assustada mesmo. Mas nunca duvidei de que, mais uma vez, fosse dar certo. Minha fé é inabalável. Deus é fiel e nossa bênção já está nos nossos braços. Se eu faria algo diferente? Jamais". 

Mães e filhos