Topo

Universa


Universa

Bruna Marquezine diz que é feminista e que não pensa em parar de trabalhar

Bruna Marquezine no palco do "Altas Horas", que vai ao ar neste sábado (28) - Fábio Rocha/TV Globo
Bruna Marquezine no palco do "Altas Horas", que vai ao ar neste sábado (28) Imagem: Fábio Rocha/TV Globo

da Universa, em São Paulo

27/07/2018 11h53

Na reta final de seu trabalho como Catarina, em "Deus Salve o Rei", Bruna Marquezine não pensa em pendurar as chuteiras da atuação para viver na Europa ao lado do namorado, Neymar.

Durante uma participação no programa "Altas Horas", que vai ao ar neste sábado (28), a atriz explicou como enxerga os próximos passos de sua carreira.

Veja também

"Eu tenho muita vontade de trabalhar em qualquer lugar do mundo. Acho que um dia, lá atrás, quando as pessoas tinham intenção de trabalhar fora do país, elas tinham que fazer uma pausa na carreira para se dedicarem completamente a trabalhar no exterior. Hoje em dia, com o mundo todo conectado e aberto, não é mais necessário parar a sua carreira no seu país para começar a trabalhar em outro lugar", acredita.

Além de não cogitar deixar o Brasil permanentemente, Bruna não planeja deixar a atuação.

"Onde eu tiver oportunidade, onde puder fazer personagens bacanas, coisas novas, crescer, eu vou, aqui ou fora. A minha profissão é uma das poucas que permite trabalhar até morrer. Não penso em parar de trabalhar, ou me mudar pra trabalhar. Vou tirar férias, mas, em breve, estarei trabalhando de novo, onde Deus me levar”, disse.

Feminista

Ela ainda disse que, neste momento, se enxerga como feminista — uma mudança de posição para a atriz de 22 anos em relação às questões que mulheres enfrentam.

"Eu não vim de um lar feminista, minha criação não foi feminista, muito pelo contrário. Então, eu aprendo cada dia mais a ser e entender o que é o feminismo", explicou.

E fez um apelo: "Meninas, acho muito importante nos unirmos e entendermos que estamos aprendendo a ser feministas. Rapazes, entendam: vocês foram protagonistas por muito tempo, agora é hora de ouvir".

Mais Universa