PUBLICIDADE

Topo

Universa

Ensaio com bailarina plus size é tapa em gordofobia e racismo

Daiane Silva de Jesus, Thais Carla e Caroline Thomes da Silva participaram de ensaio fotográfico  - Israel Reis/Divulgação
Daiane Silva de Jesus, Thais Carla e Caroline Thomes da Silva participaram de ensaio fotográfico Imagem: Israel Reis/Divulgação

Juliana Simon

Do UOL

19/12/2017 20h17

Três mulheres gordas. Duas negras e uma branca. Nuas e abraçadas. A ideia do fotógrafo Israel Reis é espantar os preconceitos. “A gente tinha a intenção de falar da miscigenação e da questão do que é belo”, resume.

Autor do projeto "Mulheres - Miscigenada - Gordas e Felizes", Israel quer abordar o tema com mais modelos que sejam alvo de preconceitos de todo tipo - Israel Reis/Divulgação - Israel Reis/Divulgação
O fotógrafo quer abordar o tema com mais modelos que sejam alvo de preconceitos de todo tipo
Imagem: Israel Reis/Divulgação

A bailarina Thais Carla, já conhecida por sua luta contra a gordofobia através da dança, e esposa de Israel resumiu em suas redes sociais o nome do projeto: Mulheres - Miscigenada - Gordas e Felizes. Segundo o fotógrafo, a intenção é abordar o tema com mais modelos que sejam alvo de preconceitos de todo tipo.

Em alerta contra o racismo, além das modelos negras, o cenário para as fotos realizadas no fim de novembro foi escolhido a dedo: as ruínas da Fazenda São Bernardino, um dos símbolos da época da escravidão em Tinguá, no Rio.

Alvo de muitas mensagens críticas aos corpos das modelos, Israel conta que, apesar da vontade de reagir, a melhor resposta é... “mais e mais fotos”. “Minha ideia é expressar a luta só pelas imagens, sem legendas”, diz.

O objetivo do ensaio de Israel Reis é debater o racismo e a gordofobia - Israel Reis/Divulgação - Israel Reis/Divulgação
O objetivo do ensaio de Israel Reis é debater o racismo e a gordofobia
Imagem: Israel Reis/Divulgação

Universa