PUBLICIDADE

Topo

Universa

Após viajar até o Líbano, brasileira não consegue achar filha sequestrada

Claudia Dias, em imagem de 2014, segura a foto da filha, Gabriella - Reprodução/Facebook
Claudia Dias, em imagem de 2014, segura a foto da filha, Gabriella Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL

09/12/2017 15h03

Há 7 anos Claudia Dias tenta rever a filha Gabriella, sequestrada em 2010 pelo pai, Pedro Boutros. Após anos de briga na Justiça brasileira e libanesa, Claudia embarcou para o Líbano, terra de Boutros, para recuperar a guarda da menina, hoje com 13 anos. Mas Boutros sumiu e hoje é procurado pela Interpol.

O sequestro aconteceu após a separação do casal, quando Gabriella ainda tinha 5 anos. Usando documentos falsos, Boutros levou a filha até Trípoli, no Líbano.

Veja também

Pedro Boutros é procurado pela Interpol - Interpol - Interpol
Pedro Boutros é procurado pela Interpol
Imagem: Interpol

Em 2012 a decisão na Justiça do Brasil garantiu o direito da guarda à mãe, mas só no fim de 2017 o Líbano concordou com a decisão: Boutros deveria entregar Gabriela a Claudia. A estudante, moradora de São Paulo, conseguiu as passagens até o país do Oriente Médio graças a um doador anônimo e embarcou no último dia 2 para encontrar finalmente a filha. 

Após uma semana no país, no entanto, Claudia gravou um vídeo pedindo socorro: ela não consegue localizar nem Boutros nem Gabriella. "Deram espaço para o Pedro fugir. Não tenho nenhuma informação, ninguém me fala nada sobre o colégio, sobre nada", desabafa ela, nas imagens. 

Foto mais recente de Pedro Boutros em perfil do Facebook - Reprodução/Facebook - Reprodução/Facebook
Foto mais recente de Pedro Boutros, em perfil do Facebook
Imagem: Reprodução/Facebook

Na página da Interpol, Boutros aparece, com uma foto antiga, como procurado pelo rapto da filha. Em uma página no Facebook há uma imagem mais recente dele -- e algumas publicações em árabe sobre o Exército libanês.

"Nós ganhamos a guarda aqui no Líbano. Essa sentença é oficial, mas precisa ser executada. Precisa pedir apoio da polícia libanesa. O Pedro precisa ser encontrado, minha filha precisa ser encontrada", reclamou Claudia. "Minha filha não sabe que estou no Líbano. Eu preciso de ajuda, pelo amor de Deus!"

                

Universa