PUBLICIDADE

Topo

Universa

"Mulher-Maravilha": Diretora pode se tornar a mais bem paga de Hollywood

"Mulher-Maravilha", de Patty Jenkins - Reprodução
"Mulher-Maravilha", de Patty Jenkins
Imagem: Reprodução

do UOL, em São Paulo

21/08/2017 11h20

"Mulher-Maravilha" está conquistando mais espaços para a mulher na indústria do cinema, um recorde por vez. Isso porque a performance impressionante do filme não só na bilheteria (são US$ 800 milhões até agora), mas também com a crítica, vai render cifras históricas para Patty Jenkins na continuação da produção. 

De acordo com informações do site americano "Deadline", a diretora está, atualmente, em negociação para a sequência e buscando paridade com os salários de homens que dirigiram sagas de herois da DC como ela. As conversas estariam indo bem, ao que tudo indica, e Patty pode sair delas com US$ 10 milhões, um cachê superior ao de Zack Snyder para "Homem de Aço". 

Se tal valor se confirmar, Patty Jenkins será a mulher mais bem paga para a direção de um filme em Hollywood. De acordo com a revista "Vanity Fair", entre os homens, o título do ano deve ficar com Christopher Nolan, por "Dunkirk", que tem um contrato de US$ 20 milhões, além dos bônus por lucros. 

Universa