PUBLICIDADE

Topo

Universa

Ex-bailarina de Beyoncé cria companhia de dança para mulheres plus size

do UOL, em São Paulo

10/08/2017 15h39

Apesar de ter no currículo duas performances em vídeos de Beyoncé, "Greenlight" e "Get Me Bodied", a bailarina Akira Armstrong não conseguia outros trabalhos — e nem um agente! — por ser plus size. "Eu já era uma dançarina profissional quando fui para Los Angeles. Eu recebia uns olhares de lado, do tipo 'quem é essa garota?'. Como se eu não pudesse estar ali", ela conta em vídeo ao site "The Scene".

“As pessoas olham para você e a julgam com base no seu tamanho, [pensando] que você não será capaz de fazer o trabalho, sem nem mesmo dar uma chance de você se provar. Eu me sentia desencorajada. Eu cresci no ambiente da dança e sentia que meu corpo era algo negativo. Eu não cabia nos figurinos, o meu sempre tinha que ser muito diferente dos outros".

Nestas experiências Akira foi capaz de encontrar inspiração para criar a companhia "Pretty Big Movement"— a mesma com que ela inspira hoje outras pessoas. "Depois de ir a tantas audições e ouvir 'não', decidi criar uma plataforma para outras mulheres plus size se sentirem confortáveis.

Seu sonho? Que meninas possam enxergar o seu trabalho e sentir que podem ser parte do mundo da dança, não importa que tipos de corpo tenham. 

Universa