PUBLICIDADE

Topo

Universa

Laverne Cox usa espaço no Grammy para chamar atenção para trans de 17 anos

Laverne Coxx fez questão de chamar atenção para caso de garoto trans - Getty Images
Laverne Coxx fez questão de chamar atenção para caso de garoto trans Imagem: Getty Images

Do UOL

13/02/2017 08h47

No domingo (12), a atriz Laverne Cox –ativista dos direitos dos transexuais e ela mesma transexual —aproveitou sua fala para apresentar o grupo Metallica e a cantora Lady Gaga, durante a entrega dos prêmios Grammy, para chamar a atenção a respeito de Gavin Grimm, 17 anos.

"Todo mundo, por favor, pesquise no Google o nome Gavin Grimm. Ele vai recorrer à Suprema Corte, em março. Usem a hashtag 'estamos com Gavin'", falou Laverne.

O garoto Gavin Grimm entre o pai David e a mãe Deirdre, na casa da família em Gloucester, Nova Jersey - Reprodução/Nikki Kahn/The Washington Post - Reprodução/Nikki Kahn/The Washington Post
O garoto Gavin Grimm entre o pai, David, e a mãe, Deirdre, na casa da família em Gloucester
Imagem: Reprodução/Nikki Kahn/The Washington Post

Em 2014, a mãe do garoto –que está em processo de transição de gênero—solicitou à direção da escola Gloucester County School, em Nova Jersey, nos Estados Unidos, que ele pudesse usar o banheiro masculino e assim assumir sua identidade masculina em todos os aspectos da vida social.

Durante dois meses, Gave utilizou o sanitário dos garotos sem nenhum incidente, até que alguns pais e moradores da cidade de Gloucester começaram a reclamar.

Em dezembro de 2014, a direção da Gloucester County School adotou uma nova diretriz e passou a obrigar Gave a usar um banheiro unissex. A família do garoto decidiu, então, processar a instituição. O processo está em instância federal e deve afetar como as escolas dos Estados Unidos lidam com estudantes transgênero.

Grimm –que está no último ano do ensino médio—não tinha a menor ideia de que Laverne falaria sobre ele. O garoto nem estava assistindo ao Grammy. Só soube quando a mãe –que via a premiação em outro cômodo da casa—começou a gritar eletrizada.

“Fiquei emocionado porque a amo. Ela é uma pessoa bonita por dentro e por fora. Fiquei realmente emocionado e honrado por ter sido a primeira coisa a sair da boca dela”, falou Gave para o jornal “The Washington Post”.

Universa