PUBLICIDADE

Topo

Universa

Meninas começam a acreditar em estereótipos de gênero a partir dos 6 anos

Thinkstock
Imagem: Thinkstock

Do UOL

27/01/2017 09h06

Desde muito cedo, as meninas já demonstram entender os meninos como seres muito mais inteligentes que elas. É o que revela o estudo do psicológo Lin Bian, da Universidade de Illinois, nos EUA. O artigo foi publicado na revista “Science”.

A pesquisa analisou 400 crianças de idade entre 5 e 7 anos numa série de quarto experimentos. No primeiro, foi contada uma história sobre alguém “muito, muito, muito esperto” e foram apontadas 4 pessoas diferentes, dois homens e duas mulheres. Num segundo momento, eles simplesmente teriam de adivinhar qual das quatro pessoas era esta, extremamente inteligente.

Até os cinco anos, havia um equilíbrio de opiniões, mas aos 6, as meninas já tendiam a rejeitar a ideia de que uma mulher seria tão esperta.

Em um terceiro experimento, crianças de 6 e sete anos deveriam escolher entre um jogo muito inteligente e outro muito trabalhoso. Tanto meninos, quanto meninas se interessaram pelo segundo jogo, mas o primeiro foi muito menos popular entre as meninas. 

O pesquisador declarou que a conclusão do estudo é que a sociedade tende a associar brilhantismo mais a homens que a mulheres e essa noção afasta as meninas de atos que requerem esperteza. “Gostaríamos de saber em que momento as meninas captavam estas ideias”, disse.

Universa