PUBLICIDADE

Topo

Universa

Fonte de água é segredo da longevidade de Elizabeth II

Da Ansa, em Londres

18/09/2007 12h49

A água de fontes que ficam nos campos do castelo real de Balmoral, na Escócia, pode ser a causa da longevidade da rainha Elizabeth 2ª da Inglaterra, como também da rainha mãe e da rainha Vitória, segundo publicou hoje o tablóide inglês Daily Mail.

De acordo com cientistas britânicos, as fontes de água de Balmoral ajudam Elizabeth 2ª a envelhecer sem problemas de saúde e contribuíram para que sua mãe vivesse até os 101 anos e para que Vitória reinasse por 64 anos, no século 19.

Exames de laboratório indicaram que a água mineral que brota das fontes nos campos de Balmoral possui propriedades químicas muito particulares, que ajudam a manter a saúde. Estudos anteriores tinham indicado que esta água ajudava a tratar dores de artrite e musculares.

A água de Balmoral também protege contra moléculas tóxicas, chamadas radicais livres, que estão relacionadas a uma série de doenças como o câncer, as paradas cardíacas e os acidentes vasculares cerebrais.

A água é vendida como Deeside Natural Mineral Water e agora pode ser encontrada em garrafas nos principais supermercados do país.

Segundo o Daily Mail, é a água preferida da família real britânica, especialmente do príncipe Charles, que é dono da companhia que agora a engarrafa, a Duchy Originals.

Os especialistas afirmam que o segredo da água de Balmoral está na combinação de substâncias químicas e minerais que existe nas terras escocesas, especialmente granito e outras rochas.

O especialista Hugh Matheson, da empresa TCS Cellworks, declarou que a água de Balmoral "tem o potencial de reparar e rejuvenescer a pele humana".

A TCS Cellworks, com sede no condado de Buckinghamshire, foi contratada pela Deeside Water Company para analisar os efeitos da água de Balmoral.

No século 19, os efeitos benéficos dessa água chegaram aos ouvidos da rainha Vitória, que começou a tomar a água em 1856, como ela mesmo registrou em seus diários pessoais.

Por sua vez, Elizabeth 2ª só toma grandes quantidades desta água quando está em Balmoral, todos os verões, enquanto a rainha mãe costumava visitar a Escócia e passar vários meses por ano em seus campos de Deeside, onde está a fonte.

Martin Simpson, diretor de negócios da Deeside Water Company, declarou que a empresa "está muito feliz" depois de ficar sabendo dos resultados "fantásticos" da água. (ANSA)

Universa