PUBLICIDADE

Topo

Universa

Britânicos servem de "cobaias" para cosméticos, diz relatório

Da Ansa

03/08/2007 11h31

A falta de regulação no mercado de cosméticos na Grã-Bretanha permite que os ingleses sejam utilizados como "ratos de laboratório" de companhias aproveitadoras, declarou hoje um relatório.

A denúncia, feita pelos organismos de defesa do consumidor e publicada na revista "Which?", indicou que várias empresas de cosméticos testam seus cosméticos na Grã-Bretanha antes de levá-los para os Estados Unidos, onde as regulamentações do setor são mais rigorosas.

Jenny Driscoll, ativista para temas de saúde, declarou que na atualidade "Grã-Bretanha é uma área de testes para produtos de beleza".

"O tempo todo estão entrando novos produtos no mercado e as regulações devem estar em dia com os avançoes da ciência. Se o ministério da Saúde não dá um passo para frente e reconhece as falhas do sistema, deixará os britânicos em perigo potencial", acrescentou.

Depois da denúncia, o governo afirmou que vai rever a legislação do setor. Segundo o ministério da Saúde, cerca de 400 mil britânicos se submetem a tratamentos cosméticos não-cirúrgicos no país. (ANSA)

Universa