PUBLICIDADE

Topo

Universa

Mostra revela design contemporâneo da China; veja fotos

Obras de estádio para as Olíimpiadas de Pequim - Divulgação Victoria and Albert Museum
Obras de estádio para as Olíimpiadas de Pequim
Imagem: Divulgação Victoria and Albert Museum

20/03/2008 11h48

Uma mostra inaugurada em Londres traz uma rara oportunidade para se conhecer os frutos da recente explosão do design na China e tentar entender o impacto do rápido desenvolvimento econômico na arquitetura e no design nas maiores cidades do país.

A exibição "China Design Now", aberta nesta semana no Victoria and Albert Museum, foca-se em três cidades que se expandem rapidamente - Pequim, Xangai e Shenzen - e apresenta o trabalho de designers chineses e internacionais.

A mostra, que custou um trabalho de quatro anos de curadoria, reúne arquitetura, moda, desenho gráfico, cinema, fotografia, design de produtos e móveis, cultura jovem e mídia digital. Dos cerca de 100 designers exibidos, mais de 95% são chineses.

Cada cidade é ponto de partida para a exploração de um campo do design: Shenzen, a capital manufatureira da China, cuja idade média da população é de menos de 30 anos, destaca-se o design gráfico e a cultura visual. Xangai concentra-se em moda e estilo de vida e a arquitetura e a cidade é o tema de Pequim.

"O design nas cidades chinesas mudou para além de qualquer reconhecimento nas últimas duas décadas. Este é o momento em que a gente pode começar a falar de coisas 'desenhadas' na China, não apenas fabricadas na China. Os designers incluídos na (exposição) "China Design Now" são pioneiros para as gerações futuras que vão trazer o design chinês para um público internacional", disse um dos curadores, Zhang Hongxing.

Entre as peças exibidas estão projetos arquitetônicos (como o do estádio olímpico Ninho de Pássaros); o design gráfico das últimas duas décadas, mostrando os pioneiros do design da China pós Mao-Tsé-Tung e as novas gerações que experimentam novas tecnologias; e produtos para os jovens chineses preocupados com design, como capas de discos, skates, brinquedos, telefones celulares, camisetas e tênis.

A exposição fica em cartaz no Victoria and Albert Museum, em Londres, até o dia 13 de julho.

Universa