PUBLICIDADE

Topo

Universa

Casal britânico faz pulôveres com pêlo de cães mortos

Beth e Brian Willis vestem seus pulovers de cães - BBC
Beth e Brian Willis vestem seus pulovers de cães
Imagem: BBC

20/03/2008 14h24

Um casal da cidade de Newcastle, no norte da Inglaterra, sentiu tanto a falta de seus dois cães quando os animais morreram que recolheu o pêlo deixado no carpete ao longo dos anos e confeccionou dois pulôvers, de acordo com o jornal britânico "The Daily Telegraph".

Beth e Brian Willis afirmam que as peças de roupa - uma branca e uma negra, de acordo com a coloração do pêlo dos cachorros - são quentinhos e os mantém secos mesmo em clima úmido.

O primeiro pulôver foi tricotado com os pêlos de Kara, um cão branco da raça Samoieda e que morreu em 1996. O segundo foi feito com o pêlo de um Spitz da Lapônia negro chamado Penny, e que morreu em 2002.

"Na verdade não é cabelo, mas uma lã, e é por isso que é tão boa para roupas", disse Beth Willis, de 71 anos, segundo o Telegraph. "(O pêlo) simplesmente caía dos cães e eu passava a mão molhada sobre o carpete e pegava."

A raça Samoieda é nativa do norte da Rússia e seus pêlo, quase à prova d'água, é mais macio do que o da alpaca.

"Algumas pessoas acham nojento, mas para nós parece normal", disse Beth Willis, que garantiu que os pulovers são lavados da mesma forma que roupas comuns e que têm grande durabilidade, segundo o "Telegraph".

Universa