PUBLICIDADE

Topo

Universa

França deve expandir região produtora de champanhe

Vista de vilarejo da região de Champanhe, na França - Mário Moreira/ Folha Imagem
Vista de vilarejo da região de Champanhe, na França
Imagem: Mário Moreira/ Folha Imagem

14/03/2008 13h03

A França pretende expandir a área destinada à plantação de uvas que dão origem ao champanhe, diante da crescente demanda pela bebida.

Apenas as garrafas de vinho espumante produzidas numa determinada área da região de Champagne, no nordeste do país, podem ser rotuladas como "Champanhe".

O órgão do governo que regula os limites territoriais para a plantação das uvas deve ampliar a área atual para abraçar outros 40 vilarejos.

Se for concretizada, esta será a primeira expansão da região desde 1927.

As exportações da bebida bateram o recorde de 150,9 milhões de garrafas em 2007, de acordo com o Comitê Interprofissional do Vinho de Champanhe.

Só no ano passado, a demanda da Rússia pela bebida cresceu 41% e o consumo da China aumentou nove vezes em cinco anos.

O cobiçado rótulo "Apelação de Origem Controlada" (AOC) para o Champanhe cobre vinhedos em 319 vilarejos espalhados por 33,5 mil hectares.

Especialistas do Instituto Nacional da Origem e da Qualidade (INAO), que regula o rótulo AOC, vem analisando desde março de 2006 uma lista de potenciais vilarejos que poderão ser incluídos no plano.

Na quinta-feira (13/3), os especialistas se encontraram em Paris para decidir quais cidades farão parte da expansão, mas a decisão final caberá ao Conselho de Estado francês, que só deve publicar um decreto com as normas da ampliação no ano que vem.

Os amantes do vinho espumante, no entanto, terão de esperar pelo menos 10 anos até que a bebida produzida na nova área chegue às mesas.

Universa