PUBLICIDADE

Topo

Universa

Britânico processa loja depois de escorregar em uva

11/03/2008 12h22

Um contador britânico está processando a tradicional loja de departamentos britânica Marks & Spencer em mais de 300 mil libras (cerca de R$ 1 milhão), alegando ter se machucado ao escorregar por causa de uma uva, quando fazia compras.

Alexander Martin-Sklan, de 55 anos, de Londres, rompeu o tendão de sua perna direita no estacionamento da loja, em junho de 2004.

Segundo ele, o pedaço de fruta encontrado na sola de seu sapato depois do tombo teria se prendido dentro da loja ou no estacionamento. A loja está contestando a alegação.

Martin-Sklan, que está representando a si mesmo no tribunal, afirma que sofreu prejuízos além dos danos causados pelo tombo, já que por conta da "perda de confiança" e depressão que seguiram à lesão ele não conseguiu recrutar novos clientes ou contatos comerciais.

Ele disse ainda que por conta do rompimento não pôde mais esquiar ou jogar futebol e tênis. A audiência na Alta Corte deve durar dois dias.

Universa