PUBLICIDADE

Topo

Universa

Bumbum grande vira mania na Costa do Marfim por causa de música

18/02/2008 17h02

Uma nova dança que invadiu as pistas da Costa do Marfim está gerando preocupação no Ministério da Saúde do país, pois as mulheres estão buscando produtos ilegais para aumentar o tamanho de suas nádegas.

A dança foi criada pelos DJs Mix e Eloh a partir da música Bobaraba, que significa "traseiro grande" no idioma local dioula.

Enquanto a dança, que consiste em mexer o traseiro, se espalha pelas casas noturnas do país, no mercado de Adjame, no norte da capital, Abidjan, estão sendo vendidos produtos que prometem "aumentar o traseiro".

"Você precisa injetar este líquido no seu traseiro uma vez por dia", afirma uma comerciante mostrando um frasco com um líquido colorido rotulado como "Vitamina B12".

Cada frasco custa US$ 2. O rótulo afirma que o produto foi fabricado na China.

Com a mesma quantia em dinheiro também é possível comprar um tubo de creme. Não há receita médica ou uma lista mostrando os ingredientes do produto, apenas as palavras "Traseiro grande e seios grandes", e duas figuras ilustrativas.

"Este medicamento pode ser perigoso à saúde, pois não sabemos quais são os ingredientes. Está sendo usado sem receita médica. O Ministério da Saúde não autorizou (os produtos), e os médicos não sabem do que se trata. Então o risco existe", disse o ginecologista Marcel Sissoko.

No Centro de Informações de Micronutrientes da Universidade Estadual do Oregon, nos Estados Unidos, a médica Victória Drake afirma que não conhece provas científicas de que a vitamina B12 possa ser usada para tratar qualquer outra coisa que não seja a deficiência de vitamina B12.

Homenagem às mulheres Até mesmo os jogadores da seleção da Costa do Marfim podem ser vistos em campo, quando comemoram gols, fazendo a dança bobaraba.

Mas, um dos criadores da música, o DJ Mix, afirma que a música e a dança foram criadas como uma homenagem às mulheres.

"Fizemos como um tributo às mulheres, pois as mulheres africanas são definidas pela forma de seus traseiros", disse.

"Algumas mulheres hoje em dia, que têm traseiros grandes, ficam envergonhadas, então estamos falando para que elas não se envergonhem, fiquem à vontade", disse Kady Meite, uma das dançarinas que se apresentam com o DJ.

O próprio DJ Mix reconhece que sua música lançou moda na Costa do Marfim, mas afirma que não incentiva nenhum tipo de tratamento.

"Se uma mulher quer dançar e quer fazer um ou dois tratamentos, não há problema. Mas não falamos para as garotas que elas precisam fazer o tratamento para aumentar o traseiro", disse.

E a maioria das mulheres entrevistadas nas ruas de Abidjan afirmou que preferem evitar os tratamentos para aumentar o traseiro.

"Prefiro ser natural, porque dessa forma todos conhecem seu valor verdadeiro. É melhor não usar estes remédios. Não é bom, na verdade é muito perigoso", disse uma delas.
Mais
Veja mais notícias de beleza
Veja mais notícias de moda

Universa