PUBLICIDADE

Topo

Universa

Britânica dá à luz horas após diagnóstico de menopausa

28/01/2008 12h03

Uma britânica de 40 anos deu à luz uma menina sete horas depois de consultar um médico e ouvir que apresentava "sinais clássicos de menopausa", na cidade de Neath, no País de Gales.

Caitlin, que irá completar um ano no próximo mês, nasceu com 2,4 quilos, prematura aos seis meses.

A mãe, Amanda Morgan, que não sabia de sua gravidez, foi ao médico preocupada pois achava que estava com sintomas de câncer.

Ela ficou aliviada ao ser informada pelo médico que apresentava sinais de menopausa e agendou exames de sangue para avaliar o nível de hormônios.

Ao chegar em casa, Amanda contou a novidade para seu parceiro e disse que estava se sentindo "exausta". Ela foi então ao banheiro sentindo dores fortes.

"Não tive nem tempo de gritar por ajuda, o parto foi muito rápido", contou Morgan.

"Eu fiquei muito calma e apenas com um empurrão a Caitlin nasceu. Ela quase nem chorou, só se mexeu", disse.

"Eu a embalei em uma toalha e estava em choque, mas também calma", afirmou Amanda.

Hospital
Ela conta que o parceiro ficou "pálido" quando viu o bebê no chão do banheiro. Ele ligou para os serviços de emergência e mãe e filha foram levadas ao hospital.

Caitlin ficou respirando com a ajuda de aparelhos em uma incubadora por cinco semanas.

"Foi um choque, eu não tive enjôos, não me sentia cansada e não tinha nem um pouco de barriga", conta Amanda Morgan.

"Caitlin é um bebê adorável e muito fácil, assim como foi minha gravidez", esclarece a mãe.

Caso raro
Sue Jacobs, do Royal College of Midwives, faculdade para parteiras em Londres, afirma que casos como o de Amanda e Caitlin são raros.

"Essa é a terceira vez que vejo um caso como este em 25 anos como parteira", afirmou.

"Mas ocasionalmente as mulheres passam por períodos que parecem com a menstruação quando estão grávidas", esclareceu.

"Nestes casos, o sangramento ocorre por causa da placenta e coincide com o período de menstruação", concluiu.

Universa