PUBLICIDADE

Topo

Universa

'Lipo de 15 minutos' é nova arma contra gordura nos EUA

06/01/2008 17h40

Um novo e arriscado tratamento contra a gordura localizada já está disponível em algumas clínicas dos Estados Unidos, apesar de ainda não ter recebido aprovação das autoridades de saúde do país.

O tratamento, chamado lipodissolução, consiste em uma série de injeções que são aplicadas no local onde está a camada de gordura que se quer eliminar.

O paciente toma as injeções - que demoram 15 minutos para ser aplicadas - com um intervalo de algumas semanas entre elas, e a gordura simplesmente desaparece.

"É o novo botox", disse à BBC C.C., uma mulher que se submeteu ao tratamento em Los Angeles.

Mistério
O tratamento é particularmente atraente para aqueles que têm receio de se submeter às cirurgias tradicionais e aos riscos associados a elas.

O fato de cada injeção demorar 15 minutos lhe valeu o apelido de "lipo do horário do almoço" - e os efeitos são visíveis em questão de dias.

A injeção contém uma substância química chamada PCDC, que é derivada da soja e aparentemente desmancha a gordura.
Mas, segundo o correspondente da BBC em Los Angeles David Willis, ninguém consultado pela reportagem nos consultórios onde é feita a lipodissolução parece saber ao certo o que acontece com a gordura quando é dissolvida.

Ela, de alguma forma, encontra seu caminho até os rins e sai do corpo com a urina? Vai até o fígado e lá espera ser metabolizada? Vai para os músculos, onde sua energia é queimada? Mistério.

"Ainda existe muito estudo científico a ser feito", disse Brian Kinney, da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos. "O risco é que, em vez do paciente sair mais bonito, saia com seqüelas ou incapacitado."

Perigo
O procedimento já foi banido em vários países, incluindo, por exemplo, a Grã-Bretanha. Nos Estados Unidos, embora não tenha recebido aprovação oficial, não é proibido - e há vários casos de pessoas que se arrependeram de ter apostado nesse tratamento.

Em um caso, uma mulher que queria se livrar da gordura localizada que ficou depois de uma gravidez, desenvolveu uma espécie de quisto do tamanho de uma bola de tênis após a lipodissolução, pois teve uma infecção no abdômen.

Ela ficou uma semana no hospital para se recuperar e hoje sua barriga tem a curvatura convexa de uma colher.
Mas há os que se dizem 100% satisfeitos com a lipodissolução.
C.C. diz que os resultados são fantásticos e que o tratamento representa a saída perfeita para aqueles que não são capazes ou simplesmente não têm tempo de perder peso de maneiras mais naturais.

Em um país como os Estados Unidos, que vive uma epidemia de obesidade, é possível que as clínicas que oferecem o procedimento tenham encontrado uma mina de ouro.

Universa