PUBLICIDADE

Topo

Universa

Chef cego dirige restaurante na Espanha

Chef Cristian Sainz se orienta usando o olfato e o tato - BBC
Chef Cristian Sainz se orienta usando o olfato e o tato
Imagem: BBC

Anelise Infante<br><br/> de Madri

19/12/2007 10h17

Um restaurante em Madri, na Espanha, é dirigido por um chef cego.

O chef do restaurante Catranius, Cristian Sainz, de 38 anos, não enxerga e se orienta usando o olfato e o tato para lidar com os alimentos.

O madrilenho, dono do restaurante, sempre sonhou em ser cozinheiro. Mas só veio a realizar o sonho depois de perder a visão, aos 18 anos, em um acidente de carro.

"Quando perdi a visão, achei que o meu sonho de cozinhar tinha se acabado. Mas descobri que ao mesmo tempo em deixava de enxergar, os meus outros sentidos se aguçavam", explicou à BBC Brasil.

Este aguçamento dos sentidos tornou-se uma orientação para Sainz na cozinha. "As formas, texturas e aromas me permitem conhecer os alimentos que estou usando".

Audição

A audição também passou a ser fundamental. "O barulho das bolhas na água sob o fogo, por exemplo, é o que me guia na hora de saber em que nível está o fogão", disse.

O restaurante está aberto a todo tipo de clientela, mas tem facilidades para cegos. Oferece versão em braile dos cardápios e permite a entrada de cães-guias.

É o único com essas características na Espanha, e Sainz é o primeiro cozinheiro cego do país. Uma paixão pela gastronomia herdada da mãe, francesa e também chefe de cozinha.

A cozinha do Catranius tem objetos especializados para cegos. Medidores, balanças com som para indicar o peso e recipientes que vibram, entre outras peças.

Acidentes

Sistemas que ajudam, mas tampouco impedem acidentes. "Já me cortei, claro. Mas isso acontece com qualquer um. É uma questão de prática. O pior mesmo é se alguém muda algo de lugar. Perco muito tempo para encontrar as coisas".

Sainz, cego 100%, lidera uma equipe de cozinheiros que enxergam. Por isso conta com ajuda principalmente para os detalhes da decoração dos pratos.

Inventa as receitas em casa e as repete no restaurante. Faz uma proposta de como decorar, mas deixa este detalhe para os outros cozinheiros.

"Imagino a decoração, mas, sem ver não adianta. Mesmo que insistisse em um estilo, se eles mudassem, nunca ficaria sabendo".

O Catranius é especializado em cozinha espanhola e destaca a oferta de mais de 50 tipos de queijos.

Os pratos de maior sucesso, todos criados por Sainz, são os rolinhos de salmão defumado com abacate e molho de manga, o folheado de berinjela e tomate com ervas finas e as saladas caramelizadas.

Universa