PUBLICIDADE

Topo

Universa

Mãe dá à luz aos 64 anos e gera polêmica na Alemanha

Marcelo Crescenti<BR>De Frankfurt

06/12/2007 11h36

O anúncio do nascimento de um bebê de uma mulher de 64 anos está causando grande polêmica na Alemanha.

A mulher, que é a mais velha a ser mãe no país, engravidou após se submeter a uma inseminação artificial no exterior, já que o tratamento é proibido por lei na Alemanha. Ela utilizou o esperma do marido e o óvulo de outra mulher.

A mulher teve sua identidade mantida em sigilo e, de acordo com os médicos, a criança passa bem e a gravidez foi normal. A gravidez da sexagenária acendeu as discussões na Alemanha sobre o direito de as mulheres engravidarem em idade tão avançada.

Abuso
Para o presidente da Associação Alemã de Medicina Reprodutiva, Ulrich Hilland, a gravidez é um "abuso do progresso da medicina". "Eu não acho que os pais poderão cumprir com seu dever de cuidar da criança até que ela amadureça", disse o médico.

A polêmica também chegou à imprensa. Um artigo publicado pelo jornal Süddeutsche Zeitung nesta quarta-feira questionou o fato de pais tão velhos poderem criar os filhos de maneira adequada.

O jornal Die Welt também defendeu, em um artigo, que "crianças tenham o direito de ter pais que possam criá-los e protegê-los."

A mulher, de origem turca, mora na cidade alemã de Aschaffenburg, no sul do país. Há anos ela e o marido tentavam ter filhos, sem sucesso.

Universa