PUBLICIDADE

Topo

Universa

Reino Unido muda jaleco para combater infecções em hospitais

17/09/2007 10h38

O tradicional jaleco branco dos médicos britânicos terá as mangas encurtadas a partir do ano que vem, em uma tentativa do governo de conter os casos de infecção hospitalar.

Como parte das medidas anunciadas pelo ministro da Saúde, Alan Johnson, os médicos também não poderão mais usar blusas de manga comprida, bijuterias ou relógios.

Segundo o Departamento de Saúde do governo, os punhos das roupas, provavelmente, ficam "muito contaminados" pelas chamadas superbactérias -resistentes a antibióticos - encontradas em ambientes hospitalares, entre elas a Clostridium difficile, que causa diarréia e inflamação do cólon, e a Staphylococcus aureus, causadora de pneumonia.

Outras formas de proteção, como aventais plásticos, também serão adotadas.

O departamento ainda aconselha médicos e enfermeiros britânicos a evitar o uso de gravata durante trabalho clínico.

Enfermeiros
Os enfermeiros-chefes agora terão que relatar diretamente suas preocupações sobre limpeza e higiene para a direção dos hospitais quatro vezes por ano.

Os diretores hospitalares também terão o dever legal de notificar os casos de infecção à Agência de Proteção de Saúde.

"Estou determinado a que a segurança do paciente, inclusive a limpeza, sejam a primeira prioridade em todas as organizações do Serviço Nacional de Saúde", disse o ministro.

"O pacote de medidas anunciado nesta segunda-feira dá maior responsabilidade aos enfermeiros e define orientações na vestimenta que vão ajudar a garantir a lavagem própria das mãos e evitar o alastramento de infecções."

A estratégia foi definida depois de uma revisão do Serviço Nacional de Saúde proposto pelo primeiro-ministro britânico Gordon Brown pouco depois de ele assumir o cargo, em junho.

Os hospitais também deverão receber novas orientações clínicas sobre o isolamento de pacientes infectados pelas superbactérias.

Universa