PUBLICIDADE

Topo

Universa

A opinião de Yves Saint Laurent sobre a moda e as mulheres

01/06/2008 21h25

PARIS, 1 Jun 2008 (AFP) - Yves Saint Laurent tinha uma visão muito particular da elegância, da moda e das mulheres, que dava sentido a sua arte. Estas são algumas de suas declarações publicadas pela imprensa a partir de 1958.

MODA:

"A silhueta do corpo conta acima de tudo. Jamais se deve sobrecarregar, não se deve fantasiar muito, isso prejudica o estado de graça tão buscado".

"O negro é meu refúgio, o negro é um traço sobre uma página em branco".

"Não se pode apegar às modas e acreditar demais nelas, ou seja, se deixar levar. É preciso olhar cada moda com humor, superá-las, acreditar o bastante para dar a impressão de que é vivida, mas não muito para poder conservar a liberdade".

"Conto quase sempre a mesma história... Amo acima de tudo o rigor, a seriedade, a beleza do clássico. Mas minha fantasia, meus dotes imaginativos muito pronunciados me fazem ir algumas vezes para o barroco, a singularidade..."

"A elegância não seria o esquecimento total do que se usa?"

AS MULHERES:

"Encontrei meu estilo através das mulheres. O que faz a vitalidade e a força é que me apoio em um corpo de mulher".

"Uma mulher que não encontrou seu estilo, que não se sente à vontade em sua roupa, que não vive de acordo com ela, é uma mulher doente. Não está segura de si mesma e nào oferece nenhuma das características que determinam a felicidade".

"Para estar bela basta que a mulher use um pulôver negro, uma saia negra e esteja de braço dado com o homem que ama".

"Nada é mais belo que um corpo nu. A roupa mais bonita para vestir uma mulher são os braços do homem que ela ama. Para as que não tiveram essa felicidade, qui estou eu."

Universa