Topo

Com laser no Congresso, Greenpeace pede veto de Dilma a Código Florestal

Ativistas do Greenpeace projetam palavras de ordem contra o novo Código Florestal na fachada do Congresso - Pedro Ladeira/Frame/AE
Ativistas do Greenpeace projetam palavras de ordem contra o novo Código Florestal na fachada do Congresso Imagem: Pedro Ladeira/Frame/AE

Em Brasília

09/05/2012 00h23

Ativistas do Greenpeace usaram laser nesta terça-feira (8) para projetar nas torres do Congresso Nacional mensagens pedindo o veto da presidente do Brasil, Dilma Rousseff, ao Código Florestal.

Com letras verdes luminosas, os ativistas escreveram "New Forest Code" (Novo Código Florestal, em inglês) e "Veto Dilma". Desta forma, a ONG pediu a Dilma que freie diversos artigos da matéria, que em abril passado foi aprovada pela Câmara dos Deputados, apesar da rejeição de grupos ambientalistas e de uma parte da sociedade.

Segundo organizações ambientalistas, as novas leis darão sinal verde ao aumento da degradação dos solos, especialmente na Amazônia, favorecendo ainda a extensão dos cultivos agrícolas em áreas até agora protegidas.

Além disso, as normas contemplam uma ampla "anistia" aos fazendeiros que, durante as últimas décadas e contra as leis atuais, desmataram onde era proibido e mantêm nessas zonas uma intensa atividade agropecuária.

A proposta aprovada está sendo analisada por Dilma, que pode aprovar o projeto ou vetá-lo, seja em sua totalidade ou parcialmente.

Mais Tilt