PUBLICIDADE
Topo

Denominado 'rei do sangue', novo dino é o primo mais velho do T.rex

Em Washington

06/11/2013 19h29

Uma nova espécie de tiranossauro foi descoberta em Utah (centro-sul dos Estados Unidos) e os ossos de seu crânio revelaram uma fera de 80 milhões de anos do primo mais velho conhecido até agora do lendário T. rex.

O carnívoro 'Lythronax argestes', que significa 'rei do sangue' tinha olhos afastados que o ajudavam a rastrear a presa e uma dentadura inserida em um focinho muito mais fino do que o do T. rex, revelaram cientistas em artigo publicado no periódico PLoS ONE.

O 'Lythronax' estava entre os tiranossauros mais leves e mais compactos e devia ter metade do peso e do tamanho do T. rex.

A fera pesava cerca de 2,5 toneladas e tinha 8 metros de comprimento, revelou a equipe de cientistas liderada por Mark Loewen, professor adjunto assistente do Departamento de Geologia e Geofísica da Universidade de Utah.

Seus ossos, incluindo partes do crânio, quadris, pata e cauda, foram encontrados na Wahweap Formation, dentro do Monumento Nacional Grand Staircase-Escalante, em Utah.

"A largura do dorso do crânio do 'Lythronax' lhe permitia ver com um campo sobreposto, dando-lhe uma visão binocular, muito útil para um predador e uma condição que associamos ao T. rex", explicou Loewen.

Era também mais velho que o famoso predador: o T. rex viveu na Terra cerca de 10 a 12 milhões de anos depois, afirmaram os cientistas.

Os tiranossaurídeos caminhavam eretos, sobre duas patas, tinham braços curtos e eram conhecidos por atacar outros dinossauros e escarafunchar as carcaças de animais mortos em busca de alimento.

Segundo os cientistas, provavelmente eles se originaram no norte da Laramidia, na época uma ilha úmida e pantanosa onde agora fica o oeste da América do Norte.

Várias espécies provavelmente foram para o sul ao longo do tempo, enquanto outros se dirigiram para a Ásia de 70 a 75 milhões de anos atrás.

Tilt