Mais de 10 milhões de pessoas assinaram rede social X em dezembro, diz presidente

(Reuters) - Mais de 10 milhões de pessoas assinaram a rede social X em dezembro, afirmou a presidente-executiva da empresa, Linda Yaccarino.

Isso aconteceu no momento em que a empresa, anteriormente conhecida como Twitter, corre o risco de perder até 75 milhões de dólares de receitas publicitárias até o fim do ano, com grandes marcas paralisando campanhas de marketing na plataforma, segundo o New York Times.

Representantes da X, que geralmente não divulga dados de usuários, não comentaram o assunto. O bilionário Elon Musk, controlador da rede social, disse em julho que o site tinha 540 milhões de usuários mensais.

Várias empresas, incluindo Apple, Disney, Warner Bros Discovery, Comcast, Lions Gate Entertainment, Paramount Global, e IBM, disseram em novembro que pausariam suas propagandas na X.

Musk xingou os anunciantes que saíram da plataforma após ele concordar com um usuário que publicou que os judeus estavam alimentando ódio contra pessoas brancas.

Um relatório do grupo Media Matters descobriu anúncios de grandes empresas perto de publicações da X que apoiam o nazismo. A plataforma entrou com um processo no fim de novembro contra a entidade, acusando-a de difamação.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes