Telefônica pretende cortar 5.100 empregos na Espanha até 2026, diz sindicato

MADRID (Reuters) - A Telefônica informou nesta segunda-feira aos sindicatos que pretende cortar cerca de 5.100 empregos na Espanha até 2026, em um esforço para reduzir custos e adaptar o tamanho da empresa ao mercado atual, disse um porta-voz do sindicato UGT.

A maior empresa de telecomunicações da Espanha emprega cerca de 21 mil pessoas em seu país de origem, enquanto sua força de trabalho global é de mais de 103 mil.

A empresa baseou a decisão em produtividade, organização e razões técnicas, disse o porta-voz do sindicato, no momento em que a Telefônica e os sindicatos começaram a negociar as demissões em massa.

A Telefônica confirmou o "ajuste" trabalhista em um comunicado, mas se recusou a dizer quantos empregos pretende cortar.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes