IBM anuncia novo chip de computação quântica

Por Stephen Nellis

(Reuters) - A IBM apresentou nesta segunda-feira um novo chip e uma máquina de computação quântica que espera que sirvam como blocos de construção de sistemas muito maiores daqui a uma década.

Pesquisadores de todo o mundo estão tentando aperfeiçoar a computação quântica, que se baseia na mecânica quântica para atingir velocidades de computação muito mais rápidas do que os computadores clássicos baseados em silício. O desafio tem sido criar computadores quânticos que sejam confiáveis o suficiente no mundo real para superar consistentemente os computadores convencionais.

Microsoft, Google e Baidu, além de startups e mesmo países, estão correndo para desenvolver máquinas quânticas.

Com pesquisadores tornando computadores quânticos grandes o suficiente para superar computadores clássicos, as máquinas passaram a ter problemas com erros de dados. Na segunda-feira, a IBM mostrou o que diz ser uma nova maneira de conectar chips dentro de máquinas e, em seguida, conectar esse computadores que, quando combinados com um novo código de correção de erros, podem produzir máquinas quânticas convincentes até 2033.

O primeiro computador a usar o sistema é chamado de Quantum System Two, que usa três chips "Heron". Dario Gil, vice-presidente sênior e diretor de pesquisa da IBM, disse que o progresso parecerá relativamente estável até 2029, quando o efeito total das tecnologias de correção de erros entrará em ação.

Depois disso, as máquinas devem apresentar um aumento acentuado em seus recursos, de forma semelhante à maneira como os sistemas de IA que se desenvolveram lentamente nos últimos 15 anos se tornaram muito mais sofisticados no ano passado.

"Você terá que uni-los", disse Gil sobre os mais novos chips da IBM. "Você terá que fazer muitas dessas coisas juntas para ser prático. Caso contrário, será apenas um exercício de papel."

A IBM não é a única empresa de computação quântica que está planejando máquinas para os próximos anos. A startup PsiQuantum, que está trabalhando com a GlobalFoundries para fabricar seus chips, disse à Reuters no início deste ano que planeja ter um computador quântico comercial dentro de seis anos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes