Elon Musk trilha caminho novo após xingar anunciantes

Por Ross Kerber

(Reuters) - Elon Musk está empenhado em realizar o que nenhum líder empresarial jamais fez na história, de carros elétricos a foguetes espaciais reutilizáveis. Agora ele está desbravando outro caminho que a maioria dos executivos evitou: o insulto de baixo calão.

O presidente-executivo da Tesla disse durante entrevista na quarta-feira que os anunciantes que suspenderam investimentos em publicidade em sua rede social X por causa de conteúdo antissemita podem "se f...".

Vários analistas de comunicação empresarial disseram que não se lembram de um caso semelhante de um executivo xingando publicamente seus próprios clientes. O trabalho de um presidente-executivo é fazer negócios, não queimar pontes, disseram.

"Isso é atacar abertamente seu cliente", disse Andy Challenger, vice-presidente sênior da empresa de recolocação e treinamento de executivos Challenger Gray & Christmas.

Musk, Tesla e a X não comentaram o assunto.

Casos de executivos que usam linguagem grosseira -- às vezes para mostrar informalidade ou dar ênfase -- costumam aparecer em várias conferências de empresas sobre resultados trimestrais. No ano passado, o presidente-executivo da companhia aérea europeia Ryanair, Michael O'Leary, atacou a fabricante de aviões Boeing por causa do atraso em entregas de aviões.

Em 2018, o presidente-executivo da Scotts Miracle-Gro, Jim Hagedorn, fez um desabafo sobre uma unidade de negócios, incluindo que "esses bastardos estão muito tímidos agora", de acordo com uma gravação.

No entanto, o contexto do comentário de Musk foi diferente, pois ele foi questionado sobre a saída de anunciantes da rede social X depois que ele endossou uma publicação antissemita na rede social. Musk se desculpou pelo ocorrido e, em seguida, xingou e ignorou as preocupações dos anunciantes que estão suspendendo campanhas na plataforma.

Continua após a publicidade

Os acadêmicos que estudam o uso de palavras de baixo calão afirmaram que elas podem aliviar o estresse, criar vínculos ou um senso de urgência. Mas os xingamentos também podem transmitir falta de respeito e controle, de acordo com um artigo de 2017 de autores como Yehuda Baruch, professor de administração da Universidade de Southampton.

A explosão de Musk foi do tipo negativo, disse Baruch em uma entrevista. Seu xingamento foi "certamente um indicador de perda de temperamento e perda de controle. Isso não demonstra alívio do estresse. Alguém no nível dele não deveria estar usando a palavra com ´F´ para descarregar sua raiva", disse Baruch.

Alguns analistas argumentam que o aumento da cultura informal e do trabalho em casa tem incentivado mais palavrões nos escritórios. Peter Cappelli, professor de administração da Wharton School da Universidade da Pensilvânia, disse que as frases obscenas pareciam mais comuns há 40 anos e diminuíram à medida que mais mulheres entraram no mercado de trabalho.

Cappelli disse que Musk deseja se apresentar como um astro do rock, não como um líder empresarial que precisa levar em conta muitos grupos de interesse. Enquanto isso, a vasta riqueza de Musk significa que ele pode sofrer contratempos financeiros na X.

"Se a X fosse uma empresa pública, ele já teria sido demitido há muito tempo, mas ele não se importa e está disposto a perder muito dinheiro. A comunidade empresarial não pode disciplinar alguém que não se importa em perder dinheiro", disse Cappelli.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes