PUBLICIDADE
Topo

China deve incluir Apple e Qualcomm na lista de não confiáveis, diz jornal

Apple tem sua produção prejudicada pelo surto de Covid-19 na China  - Aly Song/Reuters
Apple tem sua produção prejudicada pelo surto de Covid-19 na China Imagem: Aly Song/Reuters

15/05/2020 10h20

A China está pronta para incluir empresas norte-americanas numa "lista de entidades não confiáveis", como parte das medidas preventivas contra a decisão de Washington de bloquear envios de semicondutores para a Huawei, afirmou o Global Times nesta sexta-feira.

O pacote inclui o lançamento de investigações e restrições sobre empresas norte-americanas como Apple, Cisco e Qualcomm e suspender a compra de aeronaves da Boeing, informou a reportagem, citando uma fonte.

O Global Times é publicado pelo People's Daily, jornal oficial do Partido Comunista da China. Embora o Global Times não seja um porta-voz oficial do partido, acredita-se que seus pontos de vista refletem os de seus líderes.

No início do dia, o Departamento de Comércio dos EUA disse que estava alterando uma regra de exportação para "atingir estrategicamente a aquisição de semicondutores da Huawei, que são o produto direto de certos softwares e tecnologias dos EUA".