Topo

Google suspende app associado a manifestações em Hong Kong

7.set.2019 - Manifestantes usam a lanterna do celular para protestar do lado de fora de uma delegacia de polícia em Hong Kong - Philip Fong/AFP
7.set.2019 - Manifestantes usam a lanterna do celular para protestar do lado de fora de uma delegacia de polícia em Hong Kong Imagem: Philip Fong/AFP

Por Elizabeth Culliford

Em Londres

10/10/2019 13h56

O Google suspendeu um aplicativo associado às manifestações populares em Hong Kong, afirmando que a decisão deve-se à sua política de proibir que produtores de software faturem com conflitos em andamento.

Um porta-voz do Google afirmou hoje que o aplicativo "The Revolution Of Our Times" ("A Revolução de Nosso Tempo"), que permite aos usuários agirem como manifestantes de Hong Kong, violou a política que "proíbe a desenvolvedores faturarem com eventos como conflitos em andamento ou tragédias".

A decisão do Google foi divulgada na mesma semana em que a Apple retirou de sua loja de aplicativos o app HKmap.live, que usa contribuições de usuários para reunir localizações de forças da polícia e de manifestantes.

Quatro meses de manifestações pró-democracia em Hong Kong têm representado o maior desafio já vivido pelo presidente chinês, Xi Jinping, desde que assumiu o poder em 2012.

Mais Tilt