Conteúdo publicado há 8 meses

Rover lunar da Índia completa primeira missão e é colocado para 'dormir'

O rover indiano Pragyan, levado à lua pelo módulo lunar de pouso Vikram, completou sua primeira missão de exploração, e foi colocado para "dormir" menos de duas semanas após seu histórico pouso perto do polo sul, do lado escuro do satélite natural.

O que se sabe:

O rover, que é um veículo de exploração, concluiu suas tarefas com sucesso e está agora em modo de suspensão devido ao fim do dia lunar nessa região, o equivalente a 14 dias na Terra, segundo post publicado nas redes sociais pela ISRO (Organização de Pesquisa Espacial Indiana).

Os eletrônicos da missão lunar indiana não foram projetados para suportar temperaturas extremamente baixas durante a noite lunar, apurou a revista Time junto à ISRO.

Por isso, o instrumentos do rover estão desligados, e os dados coletados foram transmitidos para a Terra através do módulo de pouso Vikram.

Segundo o órgão, a bateria do equipamento está totalmente carregada, com a expectativa de uma nova ativação no próximo nascer do sol na lua, no dia 22, na continuidade da missão Chandrayaan-3.

Não há informações sobre a busca do rover por sinais de água congelada na superfície lunar, mas ele confirmou a presença de enxofre e detectou vários outros elementos, incluindo alumínio, ferro, cálcio, cromo, titânio, manganês, oxigênio e silício.

A missão custou cerca de R$ 373 milhões (US$ 75 milhões) e destacou a Índia como a quarta nação a realizar um pouso lunar bem-sucedido, após os Estados Unidos, União Soviética e China.

Deixe seu comentário

Só para assinantes