PUBLICIDADE
Topo

13 fatos que talvez você não saiba sobre os primeiros passos humanos na Lua

O astronauta Neil Armstrong (1930-2012) disse ter dado um "pequeno passo para o homem, grande passo para a humanidade" - NASA
O astronauta Neil Armstrong (1930-2012) disse ter dado um 'pequeno passo para o homem, grande passo para a humanidade' Imagem: NASA

De Tilt, em São Paulo

04/12/2021 04h00Atualizada em 14/12/2021 20h13

Em 20 de julho de 1969, Neil Armstrong e Edwin "Buzz" Aldrin foram os primeiros homens a andar na Lua. Davam um pequeno passo para um homem, mas um gigantesco salto para a humanidade.

A corrida espacial entre Estados Unidos e União Soviética, nos anos 60 e 70, foi marcada pelo primeiro lançamento do homem ao espaço, o russo Yuri Gagarin em 1961, e pela ida do homem à Lua, pelos astronautas americanos. Mas essas aventuras são parte de uma evolução de milênios dos humanos como sociedade.

É essa abordagem que retrata o almanaque '100 Passos Até uma Pegada', escrito por Lauro Henriques Jr. e publicado pelo selo Tordesilhas. O livro busca retratar os inúmeros avanços que a humanidade deu até chegar a esse marco —seja do ponto de vista tecnológico, científico, artístico ou cultural envolvendo a Lua.

Veja fatos curiosos sobre a aventura:

  • O computador central da missão Apollo 11 tinha apenas 16 bits, menos do que uma calculadora de bolso atual.
  • Armstrong ficou 19 minutos sozinho na Lua até que Aldrin se juntasse a ele.
  • Outros dez homens pisaram a Lua. A última missão do programa, a Apollo 17, foi realizada em dezembro de 1972.
  • A memória fixa do computador central da Apollo 11 tinha uma capacidade de cerca de 36.864 palavras com uma memória variável de 2.048 palavras.
  • Para levar novamente o homem à Lua seriam precisos anos e muito investimento para desenvolvimento de novas naves. Com o objetivo conquistado, a meta da Nasa passou a ser o lançamento de sondas, telescópios espaciais e veículos não tripulados para a exploração do sistema solar como um todo.
  • A memória do núcleo magnético da Apollo 11 era de 4 kB.
  • O astronauta e computador se comunicavam por um display de 21 dígitos e um teclado de 19 botões.
  • Quando Aldrin se uniu a Armstrong na Lua, ele teve que checar se não tinha fechado a porta do módulo lunar, que não abria por fora.
  • Armstrong deu os primeiros passos na Lua, mas Aldrin foi o primeiro a fazer xixi lá. Ele urinou em um saco especial dentro de sua roupa.
  • A dupla deixou na Lua uma série de retro-refletores que ainda são usados por cientistas para calcular a distância até a Lua. Feixes de laser são lançados para a Lua e alguns batem nos refletores e voltam à Terra, o que permite aos cientistas calcular a distância.
  • Por pouco, o módulo lunar não se espatifou de encontro à Lua. O local de pouso no Mar da Tranquilidade havia sido escolhido por ser relativamente plano e livre de obstáculos mas, quando já se encontravam bem próximos do solo, Armstrong e Aldrin perceberam que não estavam sobre o ponto planejado para o pouso. Pior: a região que eles sobrevoavam estava longe de ser livre de obstáculos. Sem titubear, Armstrong assumiu o controle manual e foi dirigindo o Eagle de modo a evitar o terreno pedregoso.
  • A manobra consumiu mais combustível do que o previsto, e, quando a nave tocou o solo, faltavam míseros trinta segundos para que a quantidade reservada para o pouso acabasse.
  • "Este é um pequeno passo para um homem, um gigantesco salto para a humanidade", anunciou o astronauta, numa frase que, instantânea e grandiosamente, ecoou a mais de 384.000 quilômetros de distância. Estima-se que mais de 530 milhões de pessoas em todo o planeta, cerca de um sexto da população mundial na época, tenham acompanhado pela TV as imagens transmitidas pela câmera do módulo lunar.

Apollo 11- Homem pisa a Lua pela primeira vez