PUBLICIDADE
Topo

Sem pedreiro: casal vai viver na 1ª casa feita por impressora 3D na Europa

Casal Elize Lutz e Harrie Dekkers vai morar em casa feita em impressora 3D em Eindhoven, no sul da Holanda - Divulgação/Weber
Casal Elize Lutz e Harrie Dekkers vai morar em casa feita em impressora 3D em Eindhoven, no sul da Holanda Imagem: Divulgação/Weber

Thiago Varella

Colaboração para Tilt

30/04/2021 16h09Atualizada em 02/05/2021 10h27

Esqueça tijolos, pedreiros e toda aquela estrutura e materiais usados para a construção de uma casa. Na Holanda, um casal vai morar em uma residência feita quase inteiramente por impressão 3D. A nova casa do casal Elize Lutz e Harrie Dekkers tem dois quartos, 94 metros quadrados de área construída e um formato peculiar que fez a imprensa local chamar de "moradia dos Flintstones".

Mas, ao contrário das casas da fictícia Bedrock, essa aqui é bem tecnológica. Tanto é que, em vez de receber a chave da residência, o casal apenas precisou baixar um app no celular para abrir as portas do novo lar.

A primeira casa europeia feita em impressão 3D fica em Eindhoven, no sul da Holanda, e foi feita em uma fábrica local. A residência é, na verdade, constituída por 24 peças de concreto impressas por uma máquina. Depois, são levadas para o local onde vão ser montadas e passarão por retoques finais, como a instalação de um telhado e instalação de vidros nas janelas, por exemplo.

O processo de impressão usa concreto com a mesma consistência de uma pasta de dente para garantir que seja forte o suficiente para aguentar uma construção, mas também úmido o bastante para que as camadas se grudem umas nas outras. Os elementos impressos são vazados e preenchidos com material isolante.

A nova casa atende todos os requisitos necessários pela lei holandesa. Todo o processo de impressão durou apenas 120 horas. A produção foi feita em parceria entre a prefeitura local, a Universidade Técnica de Eindhoven e uma iniciativa de empresas de construção chamada Projeto Milestone. No total, eles devem construir cinco casas desse estilo. No futuro, esperam fabricar sobrados.

Lutz e Dekkers devem se mudar para a nova casa em 1º de agosto. Eles vão pagar 800 euros (cerca de R$ 5.200) de aluguel depois de se inscreverem para viver na casa pela internet.