PUBLICIDADE
Topo

Fundadores do Google entram no clube dos ricos com mais de US$ 100 bilhões

Larry Page (à esq.) e Sergey Brin, fundadores do Google, em foto de 2008 - Jacob Silberberg/Reuters
Larry Page (à esq.) e Sergey Brin, fundadores do Google, em foto de 2008 Imagem: Jacob Silberberg/Reuters

Lucas Santana

Colaboração para Tilt

12/04/2021 13h48

Larry Page e Sergey Brin, fundadores do Google, acabaram de entrar para um seleto grupo de pessoas no planeta: o de bilionários com fortuna superior a US$ 100 bilhões de dólares (R$ 570 bi, na cotação atual). O grupinho ultra-exclusivo de ricaços já tem como membros Elon Musk, executivo-chefe da Tesla e Spacex, Bill Gates, fundador da Microsoft, e Jeff Bezos, da Amazon.

Segundo o Índice de Bilionários da Bloomberg, Page agora possui uma fortuna de US$ 103,6 bilhões (R$ 590 bi), enquanto Brin acumula US$ 100,2 bilhões (R$ 571 bi).

Os dois empresários, que já eram muito ricos, acumularam uma alta de pouco mais de US$ 20 bilhões cada na própria fortuna ao longo do último ano, graças ao aumento do valor das ações das big techs no mercado global.

Tecnologia em alta

O aumento significativo no valor das ações é resultado direto da pandemia de covid-19. Segundo informações da "Business Insider", só os papéis da Alphabet, empresa que tem no seu guarda-chuva o Google, cresceram 80%. Para se ter uma ideia, apenas nos últimos três meses de 2020 a empresa com sede na Califórnia atingiu US$ 46 bilhões em receita, resultado do aumento de tráfego em serviços como a busca do Google e o YouTube.

Juntos, Page e Brin têm controle majoritário da Alphabet, com mais de 50% das ações da companhia.

Os 8 "centibilionários"

A adição de Page e Brin ao grupo dos bilionários com US$ 100 bilhões na conta —chamado pela imprensa estadunidense de "centibilionários"— essa turma conta agora com oito membros em todo o mundo. Confira a lista:

1. Jeff Bezos (Amazon): US$ 196,6 bi (R$ 1,12 tri)

2. Elon Musk (Tesla, SpaceX): US$ 174,8 bi (R$ 996 bi)

3. Bill Gates (ex-Microsoft): US$ 144,6 bi (R$ 824 bi)

4. Bernard Arnault (LVMH, empresa de artigos de luxo): US$ 131,8 bi (R$ 751 bi)

5. Mark Zuckerberg (Facebook): US$ 118,1 bi (R$ 673 bi)

6. Larry Page (Google): US$ 103,6 bi (R$ 590 bi)

7. Warren Buffett (investidor): US$ 100,7 bi (R$ 574 bi)

8. Sergey Brin (Google): US$ 100,2 bi (R$ 571 bi)

Carreira meteórica

Os fundadores do Google iniciaram as atividades da empresa em 1996, enquanto ainda estudavam na Universidade de Stanford, nos EUA. Em poucos anos o serviço de busca na web se tornou o mais popular do mundo, angariando os primeiros bilhões de Larry Page e Sergey Brin.

Reza a lenda que no início das operações do Google os dois reservavam apenas um dólar mensal da empresa para o próprio salário.

Nas últimas duas décadas o Google deixou de ser uma empresa solitária de buscas na web para fazer parte da Alphabet, fundada em 2015 e que tinha Sergey Brin na presidência e Larry Page na cadeira de diretor-executivo. Em 2019, o indiano Sundar Pichai assumiu a posição que era de Page.

Hoje a Alphabet detém, além do Google, o YouTube e outras subsidiárias, como a Waymon, DeepMind e a Sidewalk Labs.