PUBLICIDADE
Topo

App


Gmail, Slack e outros apps têm instabilidade no 1º dia útil do ano

Getty Images
Imagem: Getty Images

Lucas Carvalho

De Tilt, em São Paulo

04/01/2021 13h44Atualizada em 04/01/2021 16h45

O ano de 2021 não começou bem para quem tentou usar algumas das principais ferramentas digitais de trabalho do mundo. O Gmail, cliente de emails do Google, e o Slack, comunicador e organizador de tarefas usado em diversas empresas, tiveram instabilidade nesta segunda-feira (4).

No caso do Gmail, usuários relataram que o site do serviço de emails não abre, ou demora mais do que o normal para carregar as mensagens recentes. Há relatos também de emails disparados que não chegam ao destinatário. Os problemas aparecem também no aplicativo para celular.

Já o Slack viu lentidão ao carregar mensagens recentes pelo aplicativo e uma mensagem de erro era exibida a quem tentasse acessar a plataforma pelo navegador no computador. Há relatos de instabilidade em outros programas, como o Microsoft Teams, e até na plataforma Amazon Web Services, que serve de hospedagem para diversos sites e apps na internet.

A partir das 9h00 (horário de Brasília), o site Downdetector, que agrupa relatos de instabilidades em serviços online, começou a registrar um aumento de reclamações relacionadas ao Gmail, que chegaram ao pico por volta das 10h42.

As reclamações sobre o Slack no Downdetector começaram mais tarde, às 11h29, e chegaram ao pico por volta do meio-dia. Através do Twitter, a empresa que administra o app confirmou a instabilidade e disse que estava tentando resolver o problema.

"Clientes podem estar tendo problemas para se conectar e usar o Slack neste momento. Nossa equipe está investigando e lamentamos por qualquer problema que isso possa estar causando", postou o perfil oficial do Slack no Twitter. Em resposta a um usuário, até brincou: "2021, seja melhor conosco, por favor".

Procurada por Tilt, a assessoria de imprensa do Google negou que os problemas tenham sido causados por instabilidade por parte da empresa. "Todos os nossos sistemas estão operando normalmente", disse um porta-voz da empresa, alegando ter detectado "erros temporários" que poderiam ser resolvidos atualizando a página e falhas relacionadas à conexão dos usuários.

Houve quem levantasse a hipótese de que a instabilidade teria relação com o retorno maciço de pessoas ao trabalho remoto neste primeiro dia útil do ano —o que também rendeu piadas nas redes sociais. Mas as empresas não confirmaram a causa da instabilidade.