PUBLICIDADE
Topo

Novo celular da Apple: iPhone SE será vendido no Brasil por R$ 3.699

Nova geração do iPhone SE será vendida nas cores preta, branca e vermelha - Divulgação/Apple
Nova geração do iPhone SE será vendida nas cores preta, branca e vermelha Imagem: Divulgação/Apple

Bruna Souza Cruz

De Tilt, em São Paulo

15/04/2020 12h23

A Apple apresentou nesta quarta-feira (15) seu mais novo smartphone. Depois de muitos rumores, a empresa finalmente lançou a nova geração do iPhone SE. A empresa decidiu manter o mesmo nome da versão de 2016.

Ainda não se sabe quando o novo smartphone chegará ao Brasil, mas a Apple afirmou a Tilt que isso deve acontecer em breve. Segundo informações do site da empresa, o iPhone SE será vendido por a partir de R$ 3.699.

Confira todos os preços:

  • 64 GB: R$ 3.699 (desconto de 10% à vista - R$ 3.329,10)
  • 128 GB: R$ 3.999 (à vista sai por R$ 3.599,10)
  • 256 GB: R$ 4.499 (à vista sai por R$ 4.049,10)

Devido à pandemia do novo coronavírus, várias lojas da Apple pelo mundo chegaram a suspender suas atividades presenciais, e fábricas que produzem os aparelhos da empresa na China tiveram as suas operações suspensas.

Apesar das dificuldades, a empresa conseguiu manter seus planos para o ano e começa a pré-venda do novo modelo no dia 17 de abril nos Estados Unidos. Por lá, ele vai custar US$ 399, o mesmo preço de lançamento da linha SE de 2016.

A geração 2020 do iPhone SE chega para ocupar o cargo de iPhone de entrada da Apple por ter um preço mais acessível. Para termos uma base de comparação, o modelo mais barato disponível no momento na loja virtual da empresa é o iPhone 8, vendido a partir de US$ 449.

Corpinho antigo

Como já esperado, o iPhone SE traz um processador de última geração, o A13 Bionic, presente nos mais avançados iPhone 11, 11 Pro e 11 Pro Max.

Por outro lado, ele tem corpinho e design mais antigo e compacto do que esses aparelhos. A segunda geração do iPhone SE tem corpo feito de alumínio e vidro. Ele possui classificação IP67, que corresponde a resistência à água (pode ficar até 1 metro de profundidade por 30 minutos) e ao pó.

O visual é idêntico ao do iPhone 8, incluindo a tela com as mesmas 4,7 polegadas (11,9 cm) com resolução HD. Também manteve a tecnologia True Tone, que ajusta e equilibra automaticamente sua intensidade de luz conforme o ambiente.

Volta do botão home

Outro detalhe trazido de volta é o botão home, que será usado para detectar a impressão digital do dono do aparelho. O recurso é usado para destravar o celular e autorizar algumas transações, como o pagamento de contas ou a compra de itens online.

Os lançamentos mais recentes da Apple deram adeus ao botão home com a chegada da tela infinita e as funcionalidades mais importantes passaram a ser feitas por gestos ou com ajuda do Face ID (reconhecimento facial). Por isso, quem se acostumou com essa facilidade, certamente vai estranhar ter que usar um botão novamente.

O iPhone SE será vendido nas cores preta, branca e vermelho (Product Red, que repassa uma porcentagem do valor arrecadado para o Fundo Global de Combate à AIDS).

As vendas em lojas da Apple e empresas autorizadas acontecem a partir de 24 de abril nos Estados Unidos e mais 40 países e regiões, informou a empresa.

O iPhone SE conta com apenas uma câmera principal na traseira do aparelho. Ela é capaz de tirar fotos com 12 Megapixels de resolução, dar zoom digital de cinco vezes e filma em 4K. Já a lente de selfie é de 7 MP. A Apple ressalta que o conjunto segue a mesma qualidade dos lançamentos mais recentes.

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS