PUBLICIDADE
Topo

Presos hackers que chantagearam 20 milhões de usuários de sites pornôs

Getty Images
Imagem: Getty Images

Da RFI

19/12/2019 08h57

"Cripto pornô" ou "sextorsão": é como os investigadores da seção de cibercriminalidade da polícia judiciária da França classificam o tipo de chantagem praticada por dois hackers franceses presos recentemente. Eles são suspeitos de terem enviado quase 20 milhões de e-mails a internautas em 2018 e 2019, na tentativa de extorqui-los sob ameaças envolvendo filmes pornográficos.

Nas mensagens, os hackers, ambos de 21 anos, diziam que haviam pirateado a webcam de internautas e armazenado imagens comprometedoras deles assistindo a filmes pornográficos. Em troca da não divulgação das gravações, os dois jovens pediam centenas de euros.

O francês Dominique recebeu um desses e-mails neste ano. "A mensagem dizia: 'Você não me conhece, sou um hacker. Coloquei um vírus em um site pornô que você visitou", contou o internauta à FranceInfo. Os piratas também indicavam que o pagamento deveria ser realizado no prazo de 48 horas.

Nas quase 20 milhões de mensagens enviadas, os jovens pediam entre 500 e 700 euros em bitcoins, moeda digital decriptada. Em vez de depositar a quantia, Dominique acionou a polícia judiciária. Outros internautas alertaram as autoridades através de uma plataforma contra a cibercriminalidade do governo francês.

28 mil alertas

O fenômeno surpreende até mesmo os especialistas na questão. "Isso não é novo, mas a quantidade de vítimas é alta", explica Jérôme Notin, responsável por essa plataforma contra a cibercriminalidade, à FranceInfo. Segundo ele, devido a essa nova estratégia dos hackers, todo o sistema foi atualizado em apenas 48 horas e os serviços de investigação e justiça foram acionados.

No total, a plataforma recebeu 28 mil alertas e 2.000 queixas foram registradas, o que permitiu às autoridades acelerar as investigações. No entanto, segundo Catherine Chambon, subdiretora da luta contra a cibercriminalidade da polícia judiciária da França, ainda não se sabe quantas pessoas teriam cedido à chantagem dos hackers e pago o valor exigido. "O valor estimado chega a cerca de 1 milhão de euros", afirma.

Preocupado que esse tipo de estratégia se popularize entre os piratas da internet, o Ministério do Interior promete disponibilizar em breve um novo método para os franceses registram queixas online. O principal conselho das autoridades é jamais ceder a chantagens de hackers e assinalar imediatamente a polícia em caso de tentativa de extorsão.