PUBLICIDADE
Topo

Falha no sistema do iPhone deixa filhos fugirem do controle de uso dos pais

IStock
Imagem: IStock

De Tilt, em São Paulo

13/12/2019 11h59

O iOS 13.3, da Apple, foi atualizado na terça-feira (10) com uma ferramenta para os pais controlarem com quem os seus filhos podem se comunicar —incluindo o bloqueio para adicionar novos contatos sem um PIN configurado com antecedência. Mas segundo a emissora CNBC, no entanto, a versão pode não funcionar corretamente.

A atualização tem vários bugs e não protege os filhos de conversarem com estranhos no telefone, FaceTime ou por mensagens de texto, segundo a reportagem.

Estes limites de comunicação prometidos pela Apple não funcionam, de acordo com o veículo, se os contatos no celular não estiverem armazenados no iCloud por padrão.

A CNBC disse ainda ter feito o teste e concluiu que, assim que um desconhecido envia uma mensagem para o telefone do menor, é possível adicionar este ela tem a opção de adicionar o número correspondente à lista de contatos (se houver um PIN).

Durante o experimento, foi notado que o teclado "some" na primeira tentativa de responder o desconhecido - mas volta à tela se o usuário sair e voltar para o local.

Além disto, os filhos conseguem burlar a proteção utilizando um Apple Watch emparelhado com o iPhone.

O único modo de "consertar" a brecha é utilizando o recurso "Tempo", em que a criança é impedida de utilizar o aparelho durante um período de horas.

A Apple enviou um comunicado à emissora dizendo que lançará uma atualização desta versão do iOS.

"Esse problema ocorre apenas em dispositivos configurados com uma configuração não-padrão, e uma solução alternativa está disponível. Estamos trabalhando em uma correção completa e a lançaremos em uma próxima atualização de software".