Topo

Muito amor! Tatuagem com DNA deixa você colocar genes de alguém na sua pele

Neymar tem tatuagem da irmã, mas se quiser pode adicionar genes agora - Reprodução/Instagram/@neymarjr
Neymar tem tatuagem da irmã, mas se quiser pode adicionar genes agora Imagem: Reprodução/Instagram/@neymarjr

Felipe Germano

Colaboração para o UOL

05/03/2019 04h00

Tatuagens são, muitas vezes, o método perfeito para fazer uma homenagem. Um coração no braço para a namorada, um brinquedo no peito representando o filho ou a fruta favorita do pai, no tornozelo, para lembrar sempre do seu velho. Agora, uma startup quer levar essa conversa para outro nível. Se depender dela, as tattoos não serão só sobre pessoas: elas vão ser com pessoas.

Para atingir tal objetivo a empresa, chamada Everence, quer misturar o DNA dos homenageados com a tinta da tatuagem.

O cliente recebe um kit e nele adiciona o DNA da pessoa que quer representar. Vale de tudo: fio de cabelo, saliva ou até mesmo cinzas. Essas amostras são mandadas de volta para a empresa, onde o material genético é encapsulado em mini esferas de um polímero não prejudicial à saúde.

"É uma técnica que impede a absorção ou destruição dos elementos no corpo. Depois mandamos o produto (que parece uma fina pólvora branca) de volta ao consumidor. Eles podem entregar o Everence para qualquer tatuador no planeta, que misturará com qualquer tinta de sua escolha, e tatuará como normalmente faria", conta, ao site Digital Trends, Patrick Duffy CEO da empresa.

Inteligência artificial já pinta quadro, faz música e escreve livro: a criatividade humana está ameaçada?

A Arte da Máquina

O procedimento é fruto da colaboração de cirurgiões, farmacêuticos e professores das universidades de Brown e Duke. Aparentemente deu certo. Em seu site eles clamam ter conseguido o certificado ISO 9001, um dos mais rigorosos do mundo. Na prática, significa que, apesar de estarmos falando da transposição de material genético de um corpo para o outro, a técnica é completamente funcional e, mais importante, segura.

De acordo com seus fundadores, a ideia surgiu enquanto procuravam uma forma de ajudar no luto de mães de soldados que perderam seus filhos em combate. O próprio nome da empresa aparece a partir dessa ideia. Everence é uma mistura das palavras Ever (para sempre, em inglês) e Reference (referência, se traduzirmos).

A homenagem, no entanto, não é barata. O produto sai por US$ 350 (cerca de R$ 1.305). E mesmo que você já tenha juntado o dinheiro, espere para quebrar o cofrinho: o Everence ainda não é entregue no Brasil. Por enquanto a marca só é distribuída nos EUA, Austrália, Nova Zelândia e Israel. Enquanto isso, os brasileiros aficionados por tattoo podem continuar com a ansiedade à flor da pele, pelo menos até terem os genes de alguém querido para ocupar esse lugar.

Mais Inovação