Topo

Sua casa vai ser dominada por máquinas falantes: o que esperar da CES 2019

CES 2019 reúne os produtos mais tecnológicos do "futuro" - Bruna Souza Cruz/UOL
CES 2019 reúne os produtos mais tecnológicos do "futuro" Imagem: Bruna Souza Cruz/UOL

Bruna Souza Cruz

Do UOL, em Las Vegas (Estados Unidos)*

08/01/2019 04h00

Em algum momento do futuro você vai simplesmente pensar e os aparelhos eletrônicos vão fazer o que você deseja. É o que muitos sonham em ter no dia a dia. Mas, enquanto isso não se torna comum, vamos continuar usando a nossa voz.

TV, qual é a previsão do tempo para hoje? Forno, pré-aqueça em 200º. Carro, toque as músicas mais legais do final dos anos 90 (saudades, Spice Girls). Geladeira, peça um Uber.

A indústria de tecnologia já descobriu o quanto pode ser rentável integrar os sistemas de comando de voz em seus produtos. É um mercado em expansão, lucrativo e certamente será um dos assuntos mais explorados na CES (Consumer Electronics Show) 2019, a maior feira de eletrônicos, que acontece em Las Vegas, Estados Unidos, a partir desta terça-feira (8) e vai até sexta-feira (11).

A CES existe há mais de 50 anos e foi responsável por apresentar ao mundo tecnologias que hoje já são nostalgias para muita gente. Sabe o videocassete? O videogame NES, da Nintendo? Nem tudo o que se mostra na CES se torna realidade. Muitas coisas exibidas são ideias e protótipos. Mas, sem dúvida, dão um gostinho do que pode vir por aí.

Confira a seguir as tecnologias em destaques na edição desde ano.

Assistente de voz dominando tudo

Você pode até torcer o nariz, mas os assistentes de voz ganharam força total com o avanço da inteligência artificial e dos sistemas de aprendizado de máquina (que ajudam a prever o que você nem sabe que deseja).

De olho nessa fatia de mercado em expansão, a indústria de eletrônicos tem investido muito em tecnologias para ter produtos que conversam com você de um modo mais preciso e funcional. E nada de falas robotizadas. Todo mundo quer mesmo que eles sejam mais fluídos e humanos.

Por isso, espera-se que as empresas mostrem melhorias de integração com esses sistemas de comando de voz. A Alexa, assistente virtual da Amazon, tem sido o destaque da CES há uns dois anos seguidos.

Calcula-se que existam mais de 20 mil dispositivos compatíveis com a tecnologia, de acordo com a CTA (Consumer Technology Association), associação responsável pela organização da feira de eletrônicos. Ela já funciona em televisores, fogões, carros, máquinas de lavar louça, entre outros. Neste ano, o Google Assistente também pode ganhar mais destaque.

Casa ainda mais conectada

Geladeira que "conversa" com o forno elétrico, que conversa com a lava-louça. O banheiro em que você fala com o espelho e o chuveiro começa a regular a temperatura da água conforme você deseja.

A ideia de termos uma casa totalmente conectada já existe, mas ainda há limites técnicos (e financeiros, pois envolve tecnologias caras).

A expectativa é que as empresas tragam aparelhos ainda mais integrados entre si.

TV 8K vai ser "modinha"

Muita gente ainda não deve ter feito nem o upgrade da televisão da sala para uma com resolução 4K (3.840 pixels x 2.160 pixels), mas as fabricantes estão de olho em outra tecnologia. 

Samsung, Sony, Panasonic e outras grandes da indústria devem apresentar mais televisores 8K, que reúne uma resolução de 7.680 pixels x 4.320 pixels. A LG já "queimou a largada" e anunciou ontem (7) uma de suas maiores televisões com a tecnologia: um modelo com 88 polegadas 8K e com som integrado no display. 

A ideia também é que os tamanhos dos aparelhos continuem crescendo. Novas versões de monitores mais discretos, mais finos e roláveis também devem ser apresentadas.

Segundo projeção da CTA, em 2019 a indústria espera comercializar 200 mil unidades do modelo. Em 2022, a expectativa é que esse volume chega em 1,5 milhão.

Carros do futuro

Antigamente, a CES era mais conhecida como a feira que reunia os gadgets mais tecnológicos do mundo. Os anos se passaram, ela começou a absorver outros tipos de tecnologia e a exibição de carros ultraconectados começaram a ganhar bastante destaque.

No ano passado, veículos elétricos com painéis digitais, reconhecimento facial e compatibilidade com a rede 5G fizeram parte das novidades. Até uma "Kombi do futuro" foi apresentada. Seu destaque era a inteligência artificial integrada, capaz de reconhecer o seu dono.

Este ano, a tendência é que as fabricantes apresentem mais carros autônomos (sem motoristas) com sistemas mais avançados. Empresas como a Ford, Toyota, GM, Uber, Intel e Hyundai estão investindo pesado em pesquisas dentro do segmento. 

Internet 5G

A CES não é conhecida por apresentar os celulares que serão sonho de consumo para muitos, mas a conexão 5G deve ser foco de algumas empresas.

A rede, inclusive, é o que vai possibilitar que os produtos eletrônicos se conectem melhor entre eles, de uma forma mais rápida e sem lentidão.

O carro autônomo é um dos que se beneficiará muito da nova geração de internet. O veículo poderá "conversar" automaticamente com o semáforo, com os carros mais próximos, e decidir se ele deve andar ou não.

2019 é o ano escolhido para tornar a conexão algo mais prático do que teórico. É o ano previsto para a estreia comercial em alguns países. No Brasil, ela talvez chegue em 2020.

Tecnologia da saúde e da beleza

Gadgets e tecnologias voltadas para a saúde e bem-estar das pessoas também devem estar presentes, como melhorias dos chamados vestíveis fitness e equipamentos médicos.

Relacionado à saúde, produtos para pessoas com mobilidade reduzida e voltados exclusivamente para idosos também devem marcar presença.

A Neutrogena, que comercializa produtos de cuidado com a pele, estará presente na feira com uma nova tecnologia capaz de escanear o rosto humano em 3D e criar máscaras personalizadas que se adequam ao tamanho de cada rosto. Depois de criadas, elas poderão oferecer vitaminas para o tipo de pele escaneado. 

Utilidade pura

Robôs que limpam nossa casa, outros que pegam a cerveja gelada na geladeira e entregam para você, máquinas que dobram roupas, máscaras inteligentes de dormir, vasos sanitários que se limpam. Tudo isso foi apresentado no ano passado.

Coisas criativas e úteis como essas com certeza serão apresentadas neste ano.

Se animou com tantas possibilidades? Acompanhe tudo nos próximos dias.

Qual o impacto da inteligência artificial nos nossos empregos?

Entenda

*A jornalista viajou a convite da LG

Errata: o texto foi atualizado
A projeção é de que até 2022 o volume de TVs 8K vendidas chegue a 1,5 milhão. O texto já foi corrigido.

Mais Inovação