PUBLICIDADE
Topo

Após confusão e "mal-entendido", loja da chinesa Oppo no Paraguai é fechada

A chinesa Oppo é conhecida por seus celulares top de linha - Divulgação
A chinesa Oppo é conhecida por seus celulares top de linha Imagem: Divulgação

Rodrigo Lara

Colaboração para o UOL, em São Paulo

05/11/2018 15h05

Depois de uma série de desencontros e informações conflituosas, a loja que seria a porta de entrada para a fabricante chinesa de celulares Oppo na América do Sul anunciou que encerrará suas atividades. Isso menos de três meses após a abertura do estabelecimento em Ciudad del Este, no Paraguai.

Um comunicado enviado por representantes do Grupo Multishop ao UOL Tecnologia - e assinado pelo executivo-chefe da empresa, Cesar Borba - relatou a decisão e também explicou como se deu o tumultuado processo envolvendo o grupo de empresários brasileiros e a fabricante chinesa de celulares.

Segundo o documento, o que houve foi um "mal-entendido" entre a empresa brasileira e um representante da Oppo em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. 

O primeiro contato entre o Grupo Multishop e o representante da Oppo em Dubai teria ocorrido em maio deste ano. "Iniciamos um relacionamento comercial não-contratual, no qual foram discutidas as possibilidades de distribuição e venda dos produtos da Oppo no Paraguai e no Brasil", explica o documento. 

A partir daí, o grupo brasileiro encomendou aparelhos da Oppo e iniciou os procedimentos para registro e venda deles no Paraguai.

O problema, conforme alegado no comunicado, ocorreu na hora de definir quais seriam as atividades de venda e marketing que poderiam ser realizadas tanto no Paraguai quanto no Brasil. Enquanto para o grupo de brasileiros interpretou que eles poderiam atuar como representantes oficiais da marca na região, a Oppo havia concordado apenas em criar uma relação de compra e venda, na qual o Grupo Multishop seria apenas um importador dos aparelhos da Oppo para o Paraguai.

Ainda de acordo com o comunicado, a situação ficou mais clara no último dia 12 de setembro, quando uma reunião entre os empresários brasileiros, o representante da Oppo em Dubai e um diretor da matriz da Oppo foi realizada. 

Após o encontro, a Oppo se comprometeu a considerar a recomendação do Grupo Multishop como principal canal de vendas e distribuição no Paraguai e Brasil caso decida iniciar suas atividades nesses mercados, enquanto a atual atividade do Grupo Multishop será encerrada. 

Mesmo com o fechamento da loja, a empresa brasileira se comprometeu a prestar assistência aos clientes e também cumprir com as garantias dos produtos Oppo já vendidos. 

Em relação a uma possível vinda da Oppo para o mercado brasileiro, tudo fica como sempre esteve: não há qualquer previsão para isso aconteça.