PUBLICIDADE
Topo

Recebeu aviso de 14º salário do governo via WhatsApp? Cuidado que é golpe

Do UOL, em São Paulo

05/10/2017 18h19

Receber o 14º salário seria a solução para o problema de muitos brasileiros, não é mesmo? E é exatamente usando esse desejo que cibercriminosos estão aplicando um golpe pelo WhatsApp.

Calcula-se que mais de 320 mil pessoas chegaram a receber uma mensagem com a falsa promessa, de acordo com a empresa de segurança Psafe. Nem todas elas foram infectadas pelo malware, mas elas chegaram a receber o conteúdo malicioso.

A mensagem que chega para os usuários do WhatsApp destaca falsamente que o Governo Federal liberou um lote do 14º salário para os brasileiros. Para consultar se o usuário pode ter acesso ao benefício, é necessário abrir o link informado.

Golpe no WhatsApp, lote 14º salário - Reprodução/Psafe - Reprodução/Psafe
Imagem: Reprodução/Psafe

"Governo já liberou o primeiro lote do 14- salario para aniversariantes de janeiro a junho. para os demais meses sera na próxima semana, se você ja trabalhou registrado confira se tem direito", informa o texto com erros de português.

Uma vez aberto, uma nova mensagem surge e induz o usuário a responder três perguntas:

  • Você já possui o cartão cidadão?
  • Trabalhou algum mês registrado em 2016/2017?
  • Atualmente está registrado?

Golpe WhatsApp - Governo Federal libera lote do 14º salário - Reprodução/Psafe - Reprodução/Psafe
Imagem: Reprodução/Psafe
De acordo com a Psafe, independentemente das respostas fornecidas, o internauta é encaminhado para uma nova página que informa sobre o falso benefício.

Para conseguir resgatar o valor, o usuário é novamente induzido a compartilhar o link com dez amigos ou dez grupos de conversa no WhatsApp.

"O diferencial desse golpe é que, em meio ao passo a passo, ele solicita permissão do usuário para enviar notificações por push. Isso acontece para que o hacker consiga envolvê-lo em outros golpes no futuro, sem precisar enviar links. Nos testes realizados pelo nosso time de pesquisadores, algumas horas após o acesso ao golpe, o cibercriminoso enviou uma outra armadilha, via notificação direta para o celular das vítimas", explicou Emilio Simoni, gerente de segurança da empresa.

Como se manter seguro?

Uma dica em casos como o explicado acima é desconfiar de prêmios mirabolantes. Outra característica comum é que nesse tipo de ataque sempre há erros de português.

Em casos assim, o usuário pode pesquisar no site oficial do Governo Federal ou verificar se algo foi divulgado em suas redes sociais oficiais.

Além disso:

  • Mantenha o sistema operacional do celular sempre atualizado
  • Desconfie de links suspeitos e de conteúdos muito chamativos (como notícias apelativas e promoções improváveis). Mesmo que a mensagem venha de alguém da família, fique atento(a). Talvez seja interessante perguntar para a pessoa do que se trata o conteúdo da mensagem;
  • Avalie criticamente mensagens que peçam que você compartilhe conteúdo com a sua lista de contatos;
  • Não responda pedidos de desconhecidos para que você compartilhe dados pessoas como cartão de crédito, conta de banco, aniversário, senhas, etc;
  • O WhastApp nunca vai enviar mensagens diretas a você. Lembre-se que o aplicativo é gratuito e você nunca terá que fazer algo para usar o app de graça;
  • Quando você recebe um cupom ou uma promoção pelo WhatsApp, antes de clicar no link cheque no site oficial da empresa se a oferta é real e confirmada pela loja em questão;
  • Instale um bom antivírus e também o mantenha atualizado.

Fita adesiva na câmera do notebook? Sim, isso pode funcionar

UOL Notícias