Topo

Nova atualização para iPhone impede que celular seja invadido via Wi-Fi

Reprodução/Apple
Imagem: Reprodução/Apple

Do UOL, em São Paulo

20/07/2017 11h46

Instalar a atualização mais recente (número 10.3.3) do iOS, sistema operacional dos iPhones e iPads, mais recente deve ser uma prioridade para quem tem um desses produtos. Liberada nesta quarta-feira (19) pela Apple, ela impede que o eletrônico seja controlado por hackers por meio de uma brecha em um chip que acessa conexões Wi-Fi.

A atualização foi motivada após a descoberta da falha CVE-2017-9417 creditada ao pesquisador de segurança Nitay Artenstein, da Exodus Intelligence. Apelidada de "Broadpwn", ela afeta chips de Wi-Fi, da série Broadcom43xx, fabricados pela empresa Broadcom.

Artenstein afirmou, em um resumo da sua futura palestra para o evento de segurança Black Hat 2017 --que ocorrerá em Las Vegas (EUA) de 22 a 27 de julho-- que a falha permite executar um código malicioso nos modelos de chip BCM4354, 4358 e 4359, que são encontrados em celulares de várias marcas.

Além dos iPhones, celulares da HTC, da LG, da Samsung e até do Google (linha Nexus) também estariam expostos por usar esses chips --os celulares dessas marcas que estariam vulneráveis ainda não foram especificados pelo pesquisador.

O ataque "Broadpwn" permite que o invasor acesse de forma não autorizada informações pessoais do usuário, realize modificações não autorizadas na configuração do celular e até efetue o bloqueio do sistema. Estão aptos a receber a atualização o iPhone 5 e modelos posteriores (5S, 5C, 6, 6S e 7); quarta geração do iPad em diante; e o iPod Touch da sexta geração.

Para verificar se há alguma atualização nova no seu aparelho. entre em Ajustes > Atualização de Software, e se tiver a versão 10.3.3, clique em Transferir e Instalar e espere a instalação ser completada.

Fita adesiva na câmera do notebook? Sim, isso pode funcionar

UOL Notícias

Mais Tilt