PUBLICIDADE
Topo

Golpe que promete videochamada no WhatsApp se dissemina no app

Divulgação
Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

22/02/2016 15h39Atualizada em 04/08/2020 01h54

O WhatsApp virou mais uma vez alvo dos cibercriminosos. Segundo a empresa de segurança digital russa Kaspersky Lab, há uma mensagem rondando entre os usuários do aplicativo com a falsa promessa de ativar o recurso de videochamada, que ainda não existe na plataforma.

Na mensagem, que chega por meio de algum contato conhecido, os criminosos induzem a vítimas a acessarem um link. O clique leva o usuário a uma página com formato específico para dispositivos móveis e que irá solicitar o número de telefone para continuar.

"Com essa informação os criminosos podem inscrever a linha em serviços premium, que irão cobrar taxas das vítimas, diminuindo o saldo da linha ou enviando a cobrança na conta mensal", afirma Fabio Assolini, analista sênior de segurança da Kaspersky no Brasil.

Para disseminar a falsa mensagem e atingir o maior número de vítimas, o site malicioso informa que para receber o suposto recurso, é necessário convidar dez amigos ou compartilhar o convite em três grupos para ativa-lo. Ao completar esta etapa, o usuário será direcionado para diversas redes de afiliados cuja finalidade será oferecer a instalação de softwares de origens duvidosas para serem baixados no telefone.

Como explica a Kaspersky, as mensagens usam a técnica do medo para assustar o usuário e forçá-lo a realizar o download. Esta tática é típica de um scareware —campanha que visa alavancar um software suspeito ou com benefícios limitados.