PUBLICIDADE
Topo

Com atualização, Microsoft "mata" Windows 8; cresce rumor sobre fim do IE

iStock
Imagem: iStock

Do UOL, em São Paulo

13/01/2016 13h08Atualizada em 13/01/2016 17h17

Na terça-feira (12), saiu uma atualização de segurança para Windows que, além de ser a última disponível para o Windows 8 --que parou de ser vendido em outubro de 2014 e foi substituído depois pelas versões 8.1 e 10-- será a última modificação para as versões 8, 9 e 10 do principal navegador da Microsoft, o Internet Explorer. A notícia alimenta ainda mais o rumor de que o browser poderá "morrer" em breve.

A nova atualização, de número KB3123303, pode ser baixado no próprio Windows (veja aqui como fazer). O Windows 8.1, porém, ainda vai receber reforços de segurança. E claro, há a possibilidade dos usuários migrarem para o Windows 10 gratuitamente, baixando a atualização do sistema.

A partir de agora, as versões 8, 9 e 10 do IE também não receberão mais suporte técnico; apenas a última versão do browser, a 11, continuará sendo mantida.

Quem usa a versão doméstica do Windows 7 em diante terá que atualizar o IE para a versão 11, pois apesar das versões anteriores continuarem entrando normalmente em sites, elas estarão mais vulneráveis a ataques virtuais devido à sua defasagem em segurança. O download do IE 11 pode ser feito aqui.

Conforme a empresa explicou (em inglês): "a partir de 12 janeiro de 2016, apenas a versão mais atual do Internet Explorer disponível para um sistema operacional com suporte receberá apoio técnico e atualizações de segurança. Internet Explorer 11 é a última versão, e vai continuar a receber atualizações, correções de compatibilidade e suporte técnico no Windows 7, 8.1 e 10", diz.

Haverá poucas exceções nessa política da Microsoft. Em outra página, a empresa mostra uma tabela em que aponta, por exemplo, que o IE 9 para a versão SP2 do Windows Vista ainda poderá ser assistido. Alguns Windows Servers --sistemas para o segmento de tecnologia da informação, que gerenciam servidores-- e Windows Embedded --voltados para aplicações específicas, que vão de videogames a pontos de venda no comércio-- também terão versões 7, 8 e 10 do IE atualizadas.

Fim do IE?

A novidade reforça os rumores, na imprensa especializada, de que o Internet Explorer poderá chegar ao fim. Sempre muito criticado entre especialistas em tecnologia, nos últimos anos enfrentou a concorrência do Mozilla Firefox e depois do Google Chrome. Em 2012, este último começou a superar o IE em usuários no mundo.

Com o lançamento do Windows 10, no ano passado, a companhia também lançou um browser novo e exclusivo para o novo sistema, o Microsoft Edge. Ele é mais leve e com mais funcionalidades que o "irmão mais velho". No entanto, ele ainda não decolou no gosto dos usuários, segundo pesquisas de mercado.

Sobre isso, a Microsoft defende que o Edge e o IE continuarão coexistindo. Diz o blog da empresa:

"O Microsoft Edge foi construído desde a base para melhorar a produtividade, ser mais seguro e para renderizar correta e rapidamente as páginas da web. Sabemos que alguns consumidores têm um número significativo de sites que requerem propriedades tecnológicas do Internet Explorer, e ainda necessitam usar o Internet Explorer 11 como navegador principal. Para esses clientes corporativos, introduzimos uma nova capacidade no Enteprise Mode para Internet Explorer 11 que permite abrir o Microsoft Edge com sites modernos que precisam de funcionalidades de plataformas de web atualizadas".